Mutirão de papanicolau acontece em todas UBS neste sábado

0
646

 

Toda mulher que já iniciou a atividade sexual, independente de idade ou de agendamento prévio e mesmo sem pedido médico, poderá realizar o exame de prevenção do câncer de colo de útero (papanicolau) neste sábado (16), em uma das 69 Unidades Básicas de Saúde (UBS) da cidade. Totalmente gratuito, o atendimento será das 8 às 16 horas nessa segunda edição do Mutirão da Saúde.

 

 

Promovido pela Secretaria Municipal de Saúde, o mutirão tem por objetivo intensificar a coleta do exame preventivo, a fim de detectar precocemente lesões precursoras que não causam sintomas e antecedem o aparecimento do câncer de colo de útero, também chamado de cervical. Quando diagnosticada na fase inicial, as chances de cura da doença são de 100%.

 

No caso das mulheres jovens, o exame também tem como foco o diagnóstico das Infecções Sexualmente Transmissíveis (IST), especialmente o papilomavírus humano (HPV). De acordo com dados preliminares do Estudo Epidemiológico sobre a Prevalência Nacional do HPV, realizado pelo Ministério da Saúde no ano passado, de um total de 2.669 pessoas testadas, entre 16 e 25 anos, a prevalência estimada da doença foi de 54,6 %, sendo que 38,4 % deles apresentaram HPV de alto risco para o desenvolvimento de câncer.

 

A pesquisa, que entrevistou 7.586 pessoas de 26 capitais brasileiras e Distrito Federal, indicou ainda que 16,1% dos jovens têm uma Infecção Sexualmente Transmissível prévia ou apresentaram resultado positivo no teste rápido para HIV ou sífilis. A população do estudo foi composta por 5.812 mulheres e 1.774 homens, sendo a média de idade de 20,6 anos.

 

Em 17 de março passado, a Secretaria de Saúde realizou o 1º Mutirão de Coleta de Papanicolau, que resultou na coleta de 6.642 exames. As mulheres que apresentam alterações são encaminhadas para acompanhamento e tratamento na rede municipal de Saúde.

 

Câncer do colo de útero

 

Segundo o INCA – Instituto Nacional de Câncer – o câncer do colo do útero é o terceiro tumor mais frequente na população feminina, atrás do câncer de mama e do colorretal, e a quarta causa de morte de mulheres por câncer no Brasil. A doença é causada pela infecção persistente por alguns tipos (chamados oncogênicos) do Papilomavírus Humano – HPV.

 

A infecção genital por este vírus é muito frequente e não causa a doença na maioria das vezes. Entretanto, em alguns casos, podem ocorrer alterações celulares com evolução para o câncer.  “Por isso, é muito importante que as mulheres compareçam às UBS neste sábado e façam seu exame preventivo”, destacou a médica Ana Cristina Kantzos, diretora do Departamento de Assistência Integral à Saúde.