Mesmo sem licença, Igreja Mundial já funciona

0
1775

 

Mesmo depois de todos os transtornos causados há três anos na cidade, a Igreja Mundial do Poder de Deus (IMPD) deve inaugurar um novo mega templo em Guarulhos nos próximos dias. Localizado na avenida Monteiro Lobato, no Macedo, o local já funciona desde o início do mês apesar de, segundo a Secretaria de Desenvolvimento Urbano (SDU), não constar nenhum registro de solicitação de licença para a realização de qualquer tipo de atividade na área.

 

O jornal Guarulhos Hoje esteve no local nesta semana e constatou a realização de cultos diariamente em vários horários. Ainda é possível ver algumas intervenções sendo feitas como parte da finalização das obras. Por esse motivo a igreja ainda não foi inaugurada oficialmente com a participação do apóstolo Valdemiro Santiago, líder da IMPD, o que está programado para acontecer em breve.

 

A expectativa é que um evento ocorra antes da grande inauguração. Segundo a reportagem apurou caravanas de diversas regiões do país estão sendo organizadas. A estimativa é que 50 ônibus sejam fretados para esse primeiro encontro.

 

igreja-mundial-guarulhos

 

Com esse evento, a igreja espera evitar os problemas causados com a inauguração da Cidade Mundial, as margens da rodovia Presidente Dutra.

 

No dia 1° de janeiro de 2012, uma multidão de fiéis provocou um enorme congestionamento na via Dutra quando motoristas de ônibus fretados para o encontro utilizaram o acostamento da rodovia para estacionar os veículos. Além disso, era possível ver diversos fiéis atravessando as pistas da via Dutra para participarem da inauguração.

 

Poucos dias depois, descumprindo uma determinação judicial, a IMPD realizou uma vigília em frente ao templo bloqueando novamente a via Dutra causando congestionamento na região. A igreja não possuía alvará de funcionamento por parte da prefeitura.

 

Em nota a SDU afirmou que o local foi notificado e autuado. Dentre as possíveis irregularidades apontadas pela pasta está o fato da construção não respeitar o projeto aprovado pela prefeitura. Procurada a IMPD não respondeu até o fechamento desta edição.

 

Fonte: Guarulhos Hoje