Kit antidrogas de Guarulhos será usado pela Polícia Rodoviária Federal em abordagens

0
148

 

A Polícia Rodoviária Federal (PRF) deve começar a usar em todo o Estado de São Paulo o mesmo kit que a Secretaria de Transportes e Mobilidade Urbana de Guarulhos (STMU) utiliza de forma contínua em suas blitze da Lei Seca para detectar o uso de anfetaminas (os chamados rebites que permitem ao caminhoneiro ficar acordado por muitas horas), maconha e cocaína.

 

 

A informação foi confirmada na tarde desta quinta-feira (9) pelo superintendente da PRF no Estado de São Paulo, Valmir Cordelli. “Tudo que é bom precisa ser copiado e, por isso, vamos seguir o exemplo de Guarulhos. Vamos tomar essa iniciativa”, explicou.

 

O superintendente se referia ao caso do motorista, de 23 anos, que dirigiu por mais de 14 horas na Régis Bittencourt e foi perseguido por 60 quilômetros por policiais rodoviários. Só parou após ter cinco pneus alvejados. Ele confessou ter usado cocaína.

 

Esse é mais um passo muito importante que o Departamento de Trânsito da STMU dá em relação a outros centros. Estamos sempre procurando novos meios de dar maior segurança ao trânsito da cidade”, disse o diretor Styvenson Koga.

 

O teste é muito simples: o motorista saliva por 30 segundos em um aparelho que detecta o consumo realizado em até 48 horas antes. O resultado é confirmado por uma contraprova em laboratório.