Instituto Adolfo Lutz confirma mais cinco vítimas de febre amarela silvestre em Guarulhos

0
896

 

O Instituto Adolfo Lutz confirmou essa semana mais cinco óbitos de moradores de Guarulhos por febre amarela silvestre, contraída em regiões de mata, sendo quatro dentro do município, nas regiões do Marmelo Cabuçu e Recreio São Jorge, e outro importado de Mairiporã. Todas as mortes são de pessoas do sexo masculino, que não eram vacinadas contra a doença e tiveram contato com áreas de risco. Com isso, o número de vítimas registrados da doença chega a 22 na cidade.

 

 

Dois desses casos foram contraídos em região de mata do bairro Marmelo. Um deles é de um senhor de 61 anos, que morava no Cabuçu e visitou um sítio na área de risco em 2 de fevereiro passado. Dez dias depois, ele começou a sentir os primeiros sintomas da doença. Procurou a UPA Paulista no dia 16 e foi transferido na mesma data para o Hospital das Clínicas, em São Paulo, onde foi a óbito no dia seguinte.

 

O segundo caso contraído na região de mata do Marmelo é de um homem de 56 anos, que morava no local e apresentou os primeiros sintomas da febre amarela no último dia 7. No dia 10 deste mês ele foi internado no Hospital Geral de Guarulhos, mas não resistiu e morreu no dia seguinte.

 

A terceira morte em decorrência da febre amarela confirmada no município essa semana é de um senhor de 63 que morava no Cabuçu, onde contraiu a doença. Em 27 de fevereiro passado, ele teve os primeiros sintomas. Foi atendido na UPA Paulista em 1º de março e transferido na mesma data para o Hospital Municipal de Urgências, onde foi a óbito dez dias depois.

 

O outro caso autóctone é de um morador do Taboão, que tinha 45 anos e contraiu febre amarela em área de mata no Recreio São Jorge. Ele teve os primeiros sintomas da doença em 28 de fevereiro passado, foi internado no Hospital das Clínicas, na Capital, dia 3 de março e faleceu no último dia 7.

 

Por fim, o quinto caso confirmado essa semana é importado da região de Mairiporã. Trata-se de um morador do Jardim Guaracy de 63 anos, que esteve em Nazaré Paulista entre os dias 8 e 12 de fevereiro passado, quando já apresentou os primeiros sintomas da doença. Três dias depois, ele foi internado no Hospital Municipal Pimentas Bonsucesso, de onde foi transferido no dia seguinte ao Hospital das Clínicas. Porém sua evolução foi insatisfatória e ele faleceu no último dia 19.

 

Portanto, sobe para 22 o número de mortes em decorrência da doença no município de um total de 45 casos confirmados, Diante disso, a Secretaria de Saúde reforça a importância da vacinação contra a febre amarela, cujas doses estão disponíveis em todas as Unidades Básicas de Saúde (UBS) da cidade.

 

Desde outubro passado até o final da tarde desta terça-feira (27) 865.896 pessoas já foram imunizadas em Guarulhos. “É importante destacar que quem ainda não tomou a vacina não deve viajar para áreas próximas de mata neste feriado”, alertou a secretária-adjunta de Saúde, Graciane Dias Figueiredo Mechenas.