Importância da leitura ganha destaque no Dia do Bibliotecário

0
96

 

Nesta sexta-feira (12) é comemorado o Dia do Bibliotecário, aquele que reconhece genuinamente o valor dos livros para a sociedade e a importância da leitura no desenvolvimento pessoal e profissional do cidadão. Em homenagem ao bibliotecário, a Prefeitura de Guarulhos, por meio do Programa Escola 360, destaca a importância do incentivo à leitura e dos profissionais que atuam nas bibliotecas, nos Centros Municipais de Incentivo à Leitura (CMILs) e nos Centros de Incentivo à Leitura (CILs) da cidade.

 

O Programa Escola 360 valoriza as atividades pedagógicas desempenhadas por todos os bibliotecários, que colaboram com a gestão do conhecimento e a disseminação e democratização da informação para toda a população. As bibliotecas abrem um mundo de possibilidades e conhecimento para a sociedade, e para que elas funcionem o trabalho do bibliotecário é fundamental.

 

A Secretaria de Educação conta com seis bibliotecários que cuidam do acervo de 24 espaços de leitura distribuídos nos CEUs, CMILs e bibliotecas. Eles se dedicam ao gerenciamento das bibliotecas, catalogando aproximadamente 95 mil livros da rede municipal, além de atender os leitores, sempre indicando o que há de melhor no espaço. Os bibliotecários Clarice Vital, Edson Izidório, Fernando Ulian, Laura Maria, Silvia Terra e Conceição Maria fazem parte da biblioteca da Educação.

 

Agente de mudanças sociais

 

Desde 2003 a bibliotecária Conceição Maria teve a oportunidade de gerenciar e acompanhar o crescimento das bibliotecas públicas municipais de Guarulhos juntamente com sua equipe. Esse trabalho de reorganização, que teve início na Biblioteca Monteiro Lobato, se destacou em diversas conquistas, dentre as quais prêmios de literatura para a cidade e a formação do cidadão guarulhense. “Antes, as bibliotecas tinham seus acervos fechados, os munícipes só podiam tirar cópias ou fazer as lições no próprio espaço, não havia empréstimo de livros. Com o tempo foi instalado o sistema de cadastro e controle para que as pessoas pudessem utilizar o livro em casa para pesquisa ou leitura”.

 

Maria recorda de inúmeras experiências marcantes em sua profissão. “Teve um ano que uma mãe me procurou para agradecer que sua filha tinha conseguido passar em uma universidade pública através dos livros que ela estudava na biblioteca, e também pelo nosso atendimento. Naquele momento, o gesto de carinho e reconhecimento me surpreendeu, cada esforço do nosso trabalho fez valer a pena, independente dos problemas e demandas do dia a dia. Nós, como servidores públicos, somos funcionários dessa cidade e é imprescindível atender a nossa comunidade cada vez melhor”, destaca Conceição Maria, que é bibliotecária do Centro Municipal de Incentivo à Leitura Luís de Camões.

 

A Prefeitura de Guarulhos conta ainda com 13 bibliotecários que atuam nas bibliotecas da Secretaria de Cultura, que, em parceira com a Pasta de Educação, cuida de um catálogo único de acesso aos livros para todo o município. “Esta parceria facilitará o empréstimo de livros, já que o leitor poderá retirá-los em qualquer biblioteca da cidade”, ressalta Solange Guimarães, coordenadora de Programas Educacionais da Escola 360.

 

Para valorização e fomento da leitura na cidade, em 2019 foi realizada a reabertura dos Centros de Incentivo à Leitura e diversos professores readaptados da rede municipal tiveram a chance de assumir como responsáveis por aproximar a literatura dos alunos e da comunidade nesses espaços.

 

Incentivo à leitura

 

Os bibliotecários Edson Izidório e Clarice Vital ressaltam que o papel do bibliotecário é ser também um mediador da informação e da transferência do conhecimento, mesmo em meio ao constante avanço da tecnologia. “É necessário possuir um olhar mediador, que se volta de formas diferentes para cada leitor, entendendo sua necessidade de leitura, seus gostos e preferências, uma vez que cada indivíduo vê o mesmo livro de forma diferente”.

 

Por sua vez, a bibliotecária Silvia Terra observa que, além de ter um olhar amplo sobre as necessidades do frequentador da biblioteca, é possível contribuir na formação da vida do aluno. “Somos também educadores, porque através do nosso trabalho podemos levar o aluno a pensar, refletir, questionar os saberes e melhorar sua realidade. Ser bibliotecário é entender que o conhecimento é como uma grande estante cheia de livros a nossa frente, basta saber como chegar até lá. E nós sabemos”, reforça Silvia, que trabalha na Biblioteca do Centro Municipal de Educação e Artes (Cemear).

 

Para chefe da Escola 360, Chrestiane Vaz, o objetivo é que nos próximos anos o número de acesso às bibliotecas cresça, melhorando o acervo e principalmente com o ingresso de novos bibliotecários. “Estamos pensando cada vez mais nas crianças, jovens e adultos da nossa cidade, fazer com que o munícipe possa despertar o prazer de ler por meio de ações de fomento à leitura. Com o concurso de bibliotecários podemos aumentar nossas ações e garantir mais pessoas nos espaços”. Na última semana, a fase vermelha do Plano São Paulo, do governo estadual, provocou o adiamento do concurso público para bibliotecários de Guarulhos. No momento, a Prefeitura aguarda o anúncio da nova data do concurso.

 

Atualmente a Secretaria de Educação conta com nove CILs nos CEUs (Centros de Educação Unificados), nove CILs nas Escolas, dois CMILs e duas bibliotecas. Para saber mais acesse http://portaleducacao.guarulhos.sp.gov.br/siseduc/portal/site/listar/categoria/177/.