GCM resgata urubu ferido por linha cortante de pipa em comércio de Cumbica

0
39

 

A Inspetoria Ambiental da Guarda Civil Municipal (GCM) de Guarulhos resgatou nesta quarta-feira (26) um urubu ferido na asa por linha cortante de pipa, sem conseguir voar, que buscou refúgio dentro de um estabelecimento comercial na rua Vital Brasil, em Cumbica. A proprietária do comércio pediu ajuda pela Central 153 após trancar a ave no banheiro por temer um ataque de cães contra ela.

 

Uma equipe compareceu ao local e conseguiu capturar a ave em segurança e acondicioná-la em caixa de transporte adequada, encaminhando-a ao Centro de Triagem e Reabilitação de Animais Silvestres, ficando aos cuidados de veterinários.

 

Os agentes confirmaram tratar-se de ferimentos ocasionados por linha cortante com cerol ou chilena utilizada para empinar pipas, materiais que causam a morte ou a mutilação permanente de animais, impedindo-os de serem soltos novamente na natureza por questão de sobrevivência.

 

Legislação

 

Os seres humanos também são vítimas de lesões graves e de morte causadas por linhas cortantes com cerol ou chilena, as quais são proibidas a posse, o uso, a fabricação e a comercialização em todo o Estado de São Paulo pela lei 17.201/2019.

 

Em Guarulhos, a lei 7.768/19 dispõe sobre as mesmas proibições, autorizando o poder Executivo a realizar, por meio dos órgãos competentes como a GCM e as secretarias de Meio Ambiente e de Transportes e Mobilidade Urbana, a apreensão e a destruição desses produtos, e ainda sujeita os infratores ao pagamento de multas entre 400 e 800 Unidades Fiscais de Guarulhos (UFGs), dobradas em caso de reincidência.