Flamengo vence São José e segue invicto

0
843

 

O Flamengo continua invicto na Série A3 do Campeonato Paulista. Na noite da última quarta-feira, o Corvo superou o São José dos Campos FC, em pleno estádio Martins Pereira, por 3 a 2, de virada. Os gols rubro-negros foram anotados por Daniel Bueno (pênalti), Ingro e Guilherme Panambi. Galhardo, também convertendo penalidade máxima, e Alisson, nos acréscimos do período final, balançaram as redes em favor da representação valeparaibana. Foram também os primeiros três pontos conquistados pelo clube de Guarulhos diante da jovem formação joseense.

 

flamenguinho-guarulhos

 

Com o resultado, a equipe comandada por Edson Vieira chega aos 10 pontos, figurando na quarta posição, trilhando a jornada de três vitórias (Comercial, Olímpia e São José dos Campos FC) e um empate, diante do Guaratinguetá, em Limeira. O Rubro-Negro só é superado no quesito pontuação pelo líder Atibaia (12), visto que as representações de igual soma, São Carlos e Nacional, figuram à frente pelo saldo de gols.

 

O próximo compromisso flamenguista ocorre neste domingo, às 10 horas, diante da Inter de Limeira, no estádio Antônio Soares de Oliveira, em Guarulhos. O Twitter oficial do Corvo (@FlaGuarulhos) transmite o confronto, no tradicional formato minuto a minuto.

 

A partida

 

Buscando manter o retrospecto invicto na Série A3, o Flamengo iniciou o compromisso pressionando o São José dos Campos FC e conseguiu criar boas chances de perigo. Logo aos três minutos, Felipe Desco arrancou pela ponta direita e cruzou. Contudo, Ingro e Daniel Bueno não conseguiram se esticar para completar. No instante seguinte, o Rubro-Negro encurralou o goleiro Filipe na saída de bola, obrigando o arqueiro joseense a despachar. Celsinho, livre, não conseguiu o domínio repentino para finalizar à longa distância.

 

Quando o relógio apontou a marca dos 14, Daniel Bueno recebeu na área, abriu luta contra a marcação e finalizou rasteiro. Atento, Filipe se esticou no canto esquerdo para espalmar. Todavia, mesmo apresentando maior volume de jogo no estádio Martins Pereira, o Corvo saiu atrás do placar. Com 28 jogados, Murilo foi acionado na área e acabou derrubado por Bartô. O árbitro Douglas Marcucci decretou pênalti, que o camisa 10 Galhardo não desperdiçou, deslocando Wagner para fazer  1 a 0 em favor dos visitantes.

 

Aos 36 minutos, o Rubro-Negro perdeu uma grande chance de empatar o embate. Felipe Desco disparou pela ponta esquerda e cruzou rasteiro, mas Ingro, com o gol escancarado e a zaga batida, furou. Com 42 jogados, Bartô arriscou da intermediária e exigiu grande intervenção de Filipe, que voou no ângulo direito para espalmar a finalização desviada. Na marca dos 44, o zagueiro e capitão Carlão ainda apareceu como surpresa na área valeparaibana, cabeceando firme, para mais uma boa defesa do camisa 1 mandante.

 

Em desvantagem, o Flamengo voltou do intervalo com Fernando Junior na vaga de Bartô, e o jovem lateral esquerdo, contratado junto ao VOCEM, tornou-se o nome da partida. Logo no terceiro minuto, o camisa 15 roubou a bola de Léo Félix no campo de ataque, invadiu a área e acabou derrubado pelo defensor – que foi expulso pela penalidade máxima cometida. Na cobrança, Daniel Bueno finalizou com firmeza, chutando rápido, rasteiro e no canto direito de Filipe, que nada pôde fazer.

 

Com a vantagem numérica, Edson Vieira lançou sua equipe ao ataque e conseguiu a virada em São José dos Campos. Quando o relógio apontou a marca dos 12, Fernando Junior disparou pela ponta esquerda, ergueu a cabeça e cruzou na medida para Ingro completar, marcando o seu segundo tento na Série A3. Coube a Guilherme Panambi, substituto de Felipe Desco, matar o jogo, aos 41 minutos. O jovem atacante porto-alegrense aproveitou contragolpe fulminante impulsionado por Biro Biro, dominou na área e chutou firme, com consistência, sem dar chances a Filipe.

 

No último lance da partida, o São José dos Campos FC descontou, com Alisson, que aproveitou sobra de bola na área rubro-negra para finalizar no canto esquerdo de Wagner. Contudo, não havia tempo para mais nada. O Flamengo conquistou a primeira vitória em sua história sobre o oponente valeparaibano e defendeu com maestria o retrospecto invicto na terceira divisão estadual.