Familiares escondem suposto K4 em correspondências e enviam a unidades prisionais de SP

0
67

 

A Secretaria da Administração Penitenciária (SAP) informa sobre apreensões de ilícitos em unidades prisionais da Capital e da Grande São Paulo.

 

Capital

Os agentes do Centro de Detenção Provisória (CDP) de Vila Independência apreenderam 15 tiras de suposto K4 escondidas no cós de uma bermuda. A tentativa foi frustrada pelos servidores durante a realização do procedimento padrão de revista em correspondência.

 

A caixa de correspondência com o suposto entorpecente teria sido enviada pela mãe de um detento. Após a apreensão os ilícitos foram encaminhados ao 81° Distrito Policial da Capital.

 

 

Guarulhos

 

 

Tiras de papel, similares à substância sintética K4, foram encontrados na bainha de um cobertor enviado ao Centro de Detenção Provisória Guarulhos I. Os servidores de plantão na unidade identificaram o ilícito ao fazerem revista no objeto encaminhado via sedex a um custodiado.

Após as imagens do raio-x indicarem anormalidade no cobertor, os agentes abriram a bainha da peça e retiraram o suposto entorpecente para ser encaminhado ao 8° Distrito Policial de Guarulhos.

São Bernardo do Campo

 

 

Na manhã desta quinta-feira (18), durante revista manual em produtos autorizados enviados ao Centro de Detenção Provisória de São Bernardo do Campo, os agentes de segurança penitenciária flagraram supostos ilícitos escondidos dentro do filtro de cigarros.

Ao todo, foram apreendidos 12 pedaços de papel de cor laranja, similares à droga K4, camufladas nos cigarros. A apreensão foi levada ao 8° Distrito Policial do município para elaboração de Boletim de Ocorrência.