Explosões do Rodoanel são perido para moradores da Vila União

0
693

 

Uma série de explosões nas obras do trecho Norte do Rodoanel está colocando os moradores da Vila União em perigo. O local faz parte do lote 5 da obra onde atualmente ocorrem as escavações de um túnel de 1.000 metros de comprimento. No entanto, quem mora na região vê suas casas comprometidas após as ações que ocorrem quase que diariamente.

“Antes eles avisavam com 72 horas de antecedência, mas agora nos avisam no mesmo dia e somos obrigados a sair das nossas residências. Hoje teremos que sair por conta de outra explosão, mas trabalho em casa e esse prejuízo eles não vão ressarcir”, afirmou Danilo Santos, morador há três anos da região.

rodoanel-guarulhos

As obras estão sendo realizadas pelo consórcio ContruCap-Copasa e, além da Vila União, o lote compreende os bairros do Parque Primavera, Recreio São Jorge e Jardim Bananal. “Acontecem explosões inclusive de madrugada, como ontem, por exemplo, que houve uma à 1h30”, destacou Pamela da Silva dos Santos, moradora há três anos do local.

Com as explosões, a estrutura dos imóveis está ficando comprometida com diversas rachaduras. “Várias casas estão sendo destelhadas e só nos dizem que vão repor o prejuízo após a conclusão das obras. Tenho três filhos, um deles é autista e mudamos para cá exatamente para ter sossego”, afirmou Santos.

De acordo com eles, essa situação vem sendo presenciada nos últimos seis meses. “Está tudo rachado e quando as explosões começam treme tudo. Na minha casa as pedras caíram sobre o telhado quebrando tudo. Além disso, estou impedido de fazer melhorias na casa”, afirmou Ilton dos Santos Silva, morador há 10 anos do local.

 

Famílias que não foram removidas questionam decisão da Dersa

 

Na região cerca de 172 famílias foram retiradas para a construção do trecho Norte. Já os moradores que ficaram questionam porque não foram retirados já que residem em uma área de risco. “Só que enquanto isso está tudo rachado na minha casa, todo dia estouram bombas e nós temos que conviver com esse incômodo. Removeram parte dos moradores e esqueceram de nós.”, afirmou Maura Belinha Bernardo, moradora há 12 anos do local.

Em nota, a Dersa – Desenvolvimento Rodoviário S/A informou que a definição das áreas onde famílias serão removidas leva em consideração dois parâmetros específicos: residir em local que será ocupado pela futura rodovia ou estar localizado em área onde as ondas de impacto da obra ofereçam risco à segurança das pessoas.

Segundo a Dersa, “eventualmente, edificações localizadas fora da zona de remoção podem ser afetadas pelas ondas de impacto. Na maioria das vezes, tratam-se de estruturas frágeis, construídas sem a devida obediência à boa técnica de engenharia”. Quando esse tipo de situação é identificada e fica comprovado que o dano é decorrente da obra, a empresa promove a remoção da família atingida, que pode ser definitiva ou provisória, e/ou cuida dos reparos necessários à devolução do imóvel na condição original. A Dersa informou que o caso das moradias da Vila União se encontra em análise na Divisão de Gestão Social da companhia e que hoje uma equipe entrará em contato com as famílias.

 

Moradores são obrigados a ficarem quase duas horas dentro de ônibus enquanto intervenções acontecem

 

De acordo com os moradores, antes das explosões terem início uma sirene é tocada para alertá-los sobre o procedimento. Em seguida, eles são dirigidos para um ônibus que circula por ruas mais distantes da região até o fim das intervenções.

“Colocam a gente num ônibus para rodar pelo bairro, fazendo com que percamos nossos compromissos e afazeres por quase 2 horas. Em um desses dias saímos de casa antes das 16h e só retornamos depois das 18h”, afirmou Valdirene Nonato do Azevedo, moradora há sete anos do local.

Em nota, o consórcio Construcap/Copasa afirmou que atende a todas as normas de segurança para o trabalho de detonação nas obras do lote 5 do Rodoanel, para garantir a segurança da comunidade do entorno e de toda a equipe envolvida no processo. Segundo eles, os trabalhos de desmonte de rocha são realizados sempre durante o dia e acompanhados por profissional especializado.

 

Fonte: Guarulhos Hoje