Escolas bilíngues da Prefeitura realizam ações para valorização dos surdos

0
234

 

Setembro não é só amarelo, campanha na área da Saúde. É também azul para a comunidade surda. Desse modo, os alunos das escolas-polo bilíngues da rede municipal estão envolvidos com o “Setembro Azul”, uma série de ações ligadas ao Mês do Surdo. Na última semana, a EPG Edson Nunes Malecka, localizada no Jardim Ponte Alta, promoveu uma integração entre os alunos surdos da unidade escolar e das EPGs Crispiniano Soares e Sophia Fantazzini Cecchinato, iniciativa que divertiu os participantes com diversas atividades.

 

Foto: Eduardo Calabria/PMG

 

Cerca de 50 alunos das turmas de Educação Infantil e Ensino Fundamental participaram de um dia cheio de brincadeiras culturais, como a surpreendente oficina de cubos mágicos, na qual os alunos ouvintes foram os professores e puderam ensinar aos alunos surdos a montarem os cubos, além de oficina de teatro, ministrada pelo arte-educador Fábio Viana e contação de histórias feita pela arte-educadora Wânia Karolis, traduzida na Língua Brasileira de Sinais (Libras) pelas estagiárias da unidade escolar. O dia chegou ao fim com um delicioso piquenique, com muita interação entre as crianças.

 

O ciclo de atividades do Setembro Azul segue até o dia 27 e é alusivo ao Dia Nacional do Surdo, comemorado no dia 26 e, também, ao Dia Internacional do Surdo e Dia do Profissional Tradutor, celebrado no dia 30. A programação segue com apresentações culturais de teatro e dança, gincanas e brincadeiras, vivências culinárias, assistência a filmes, entre outros.

 

Setembro Azul

 

O mês de setembro reflete a história de lutas e conquistas da comunidade surda. É voltado para conscientização sobre a acessibilidade e a comemoração das conquistas obtidas ao longo dos anos. É um momento importante para que a sociedade brasileira reflita sobre a importância do respeito à comunidade surda, sua língua e cultura, compreendendo-os como cidadãos de direitos.

 

Escolas-polo

 

Atualmente, a Prefeitura de Guarulhos conta com o atendimento para alunos surdos oferecido em três escolas-polo da Rede Municipal, as EPGs Crispiniano Soares, no Bom Clima; Sophia Fantazzini Cecchinato, no Jardim Ângela; e Professor Edson Nunes Malecka, no Jardim Ponte Alta. Todas as salas possuem professores bilíngues especializados, além de recursos multimídia para o desenvolvimento de práticas pedagógicas voltadas aos alunos surdos.

 

Nessas turmas, os conteúdos curriculares são trabalhados de forma interdisciplinar e são abordadas por meio da Língua Brasileira de Sinais (Libras), considerada como a primeira língua e língua de instrução. A Língua Portuguesa, na modalidade escrita, é trabalhada como segunda língua.

 

Para mais informações e vagas, a Secretaria de Educação, Cultura, Esporte e Lazer disponibiliza o seguinte número: 2475-7304.