EPG Edson Nunes Malecka inaugura laboratório de ciências

0
79

 

Nesta terça-feira (29) a EPG Edson Nunes Malecka, no Jardim Ponte Alta, inaugurou seu laboratório de ciências em parceria com o Rotary Club de Guarulhos Norte Centenário. O projeto conta com o apoio da Secretaria de Educação de Guarulhos e beneficiará cerca de 1.400 estudantes da unidade escolar com aulas práticas e experimentais, que complementam o aprendizado teórico, tornando o processo de ensino e aprendizagem de ciências mais completo.

 

Na ocasião, a escola apresentou um vídeo em agradecimento a todos representantes do Rotary envolvidos na elaboração e construção da sala durante as gestões de 2017 a 2020, o Departamento de Orientações Educacionais e Pedagógicas (Doep) e demais autoridades presentes na inauguração. Após os agradecimentos, os participantes foram convidados a conhecer o laboratório, dentre outros ambientes da escola.

Cada espaço educativo é pensado e organizado com base no compromisso e princípios da escola, tendo como protagonista a criança no processo de transformação. A construção do laboratório de ciências tem como foco atender alunos de Educação Infantil, Ensino Fundamental e Atendimento Educacional Especializado (AEE) utilizando atividades artísticas, tecnológicas e científicas.

A diretora do Doep, Solange Turgante Adamoli, falou da importância do projeto para a construção do conhecimento, sendo a primeira escola da rede municipal de Guarulhos a ter um laboratório de ciências. “Para a Secretaria de Educação, a formação humana é muito importante, é mais do que aprender, é ser. O sentir nos faz empático, solidário e cooperativo. As ciências, assim como as artes, procuram investigar e experimentar. Aprender não é decorar, é experimentar, porque é assim que a gente aprende”.

O projeto foi dividido em quatro etapas: Adequação da infraestrutura física, Vida e evolução, Matéria e energia e Terra e universo. Cada fase e recursos utilizados ao longo da construção visam a proporcionar aprendizagem com sentido e significado rumo à humanização nos seus aspectos afetivo-emocionais, cognitivos, físico-motores, socioculturais, éticos e estéticos.

“A conquista do laboratório de ciências é resultado de extensa negociação para viabilizar o projeto, identificando possibilidades e investimentos para a implantação. Hoje é um dia muito especial para todos nós, principalmente para nossa comunidade escolar. Queremos ser muito mais do que uma instituição de ensino, antes, um lugar onde um aprende com o outro, pois aprender é envolver todas as pessoas da escola no mesmo objetivo, oferecer o melhor para nossos alunos”, explica o diretor da escola, Manoel Rodrigues Português, sobre as ações realizadas, sempre com foco no respeito, responsabilidade e autonomia da unidade escolar.

 

Com as aulas práticas, o professor vai avaliar o domínio dos alunos em relação ao conteúdo teórico ministrado, facilitar a assimilação das informações por parte dos estudantes, auxiliando-os a verificar e comprovar fatos e conceitos, além de estimular e aprofundar os estudos das ciências.

De acordo com os representantes do Rotary, neste momento de pandemia foi possível ver a necessidade da dedicação de pessoas que trabalham com pesquisas, com a área da ciência. A entrega do laboratório para as crianças pode incentivá-las a serem cientistas ou pesquisadores no futuro, ajudando a sociedade em geral por meio dessas aprendizagens. Portanto, a escola só tem a ganhar com uma gestão que contribui para a educação da população.