Debate na Band foi acalorado

0
710

Aconteceu na tarde desta quarta-feira, 19, o segundo debate entre os candidatos à Prefeitura de Guarulhos promovido pela Rádio Bandeirantes. As críticas de um ao outro até que tentaram prevalecer, mas, diferente do encontro na Record, algumas propostas de governo estavam entre os assuntos debatidos.

guti-e-eli-debate

Sobre soluções para o problema de iluminação pública que Guarulhos amarga, Guti (PSB) propôs dividir a cidade em quatro zonas e contratar uma empresa diferente para cada região. Eli Corrêa Filho (DEM) disse que em poucos dias, se eleito, abrirá a licitação para contratação de uma única empresa.

Nas perguntas entre candidatos, o peessedebista questionou como será possível a padronização das tarifas de ônibus municipal e intermunicipal, que está presente no plano de governo do democrata, sem elevar o preço da municipal. Eli explicou que a interlocução da cidade de Guarulhos com a capital é possível graças ao seu relacionamento com o prefeito eleito de São Paulo, Dória. Na réplica, Guti disse que o gestor municipal não tem competência para abaixar a tarifa intermunicipal, e que, portanto, Eli estaria propondo elevar o preço das passagens de ônibus. “A gente não pode cometer nenhum estelionato eleitoral”, comentou o candidato do PSB.

Eli, disse que o adversário é conhecido como o vereador que se abstém de questões populares, e logo em seguida pediu para que ele respondesse: “Você enxerga a Câmara para questões pessoais ou coletivas?”. Guti falou que foi um dos legisladores guarulhenses que menos faltou e aproveitou o gancho para dizer que dos 513 parlamentares federais, Eli foi o 9º que mais faltou nas sessões. O democrata mais uma vez citou o caso das mortes das 14 crianças do HMC, a distribuição do kit gay e outras polêmicas da Câmara Municipal, que supostamente Guti não teria tido postura.

A discussão esquentou quando Guti disse que Eli mente ao dizer que seu plano de governo foi construído junto ao povo. “O senhor está mentindo, eu li atentamente o seu plano de governo e pesquisei as fontes. Seu plano de governo tem aproximadamente 60 páginas, quase 40 páginas são cópias literais de um anuário da Agende”, refutou o ex-vereador.

O democrata solicitou que o adversário explicasse como procederia o congelamento do IPTU durante a sua gestão. Guti lembrou que Santana da Parnaíba é um exemplo de cidade que conseguiu o feito. O ex-vereador ainda disse que vai executar os grandes proprietários de terra e imóveis que devem milhões de IPTU para a Prefeitura e com esses recursos será possível subsidiar o congelamento do imposto. Na réplica, o deputado disse que a cidade citada não tem nada a ver com Guarulhos. “A gente tem que ser realista. Guarulhos passa por uma situação extremamente difícil nas suas finanças. O prefeito abrir mão de receita neste momento beira a irresponsabilidade. Nós podemos rever valores para que a população pague um valor justo, mas sem vender sonhos”, rebateu Eli.

Nas perguntas formuladas pelos ouvintes, os candidatos responderam sobre a melhoria do asfalto. Guti disse que pretende fazer o aplicativo para smartphone “Guarulhos Cuida”, do qual os munícipes conseguirão sinalizar necessidade de reparos nas ruas para a Prefeitura, além de vários outros problemas. Eli disse que não basta recapear as ruas, mas trocar a pavimentação e que irá contratar uma empresa da cidade para prestar esse serviço.

Sobre o rodízio de água na cidade, o democrata disse que irá resolver o problema da dívida com a Sabesp logo nos primeiros dias. Guti citou que pretende, além de renegociar o débito, reestruturar todo o encanamento velho de Guarulhos, por meio de uma PPP (Parceria Público Privada).

O próximo encontro entre os candidatos será realizado pela Câmara Municipal, às 14h de segunda-feira, 24.

Fonte: Click Guarulhos