Contação de histórias da EPG Edson Nunes Malecka acolhe participantes em ambiente virtual

0
72

 

Contar histórias e ao mesmo tempo despertar a curiosidade, imaginação e criatividade dos ouvintes. Em meio à programação de fomento e incentivo à leitura do Abril Literário, Histórias no Malecka, projeto de contação da EPG Edson Nunes Malecka, no Jardim Ponte Alta, vem alcançando resultados surpreendentes, principalmente com a participação das crianças e de seus pais. Com encontros virtuais que acontecem semanalmente nas manhãs de quinta-feira, a iniciativa teve início em setembro do ano passado, uma estratégia para aproximar os alunos da escola e despertar o prazer pela leitura de bons livros.

 

 

Ana Biggi, responsável pela classe bilíngue para surdos da unidade escolar, explica que os encontros virtuais têm como objetivo proporcionar acolhimento, interação, emoção e envolvimento das crianças, professores, familiares, amigos e funcionários da escola. “Os encontros são pensados para atender a essa necessidade de levar as histórias para as crianças e todas as pessoas que gostam de ouvir e contar uma boa história podem participar”, enfatiza Ana.

De acordo com o professor de Artes, Sérgio Andrejauskas, além dos desafios e aprendizagens que a pandemia proporcionou às escolas, os professores se desdobraram para pensar em possibilidades para estar junto das crianças. “Em meio a inúmeras dúvidas, contar histórias online se mostrou uma forma eficaz de garantir o direito à poesia, à literatura e à arte. É uma grande satisfação e alegria participar de um projeto que começou com 15, 20 crianças e vem crescendo a cada dia”, vibra Andrejauskas.

O educador diz também que toda semana as professoras escolhem uma história para contar para os alunos. Então, ele e a professora Ana se encarregam de fazer a divulgação pelas redes sociais da escola e, na data e horários combinados, as crianças encontram a sala aberta com todos seus colegas de turma ali, um jeito diferente de manter o contato e a amizade que tem funcionado bem.

 

A equipe também focou a garantia do acesso dos alunos surdos ao conteúdo. Pensando naqueles que não podem participar da contação de histórias online, os encontros são gravados e os vídeos são enviados para as crianças com tradução em Libras. “As parcerias que temos estabelecido para nos aproximar das crianças nesse momento são fundamentais para que possamos continuar acreditando em uma educação com qualidade social”, observa Andrejauskas.

Engajada em atividades de leitura variadas, principalmente do gênero poesia, Soraia Ramalho Silva, professora do 3° ano, é uma das docentes envolvida com a organização da contação de histórias para garantir a magia e a diversão do encontro. “É muito bom ver nosso trabalho reconhecido na rede municipal, que apesar de simples tem alcançado muitos alunos e suas famílias, além dos professores, todos participando de um jeito muito especial e dando devolutivas muito carinhosas para todos nós”.

Soraia enfatiza ainda a importância de ouvir e dar voz às crianças, que cada vez ficam mais encantadas e motivadas a participar. Carlos Eduardo Pereira da Silva, de nove anos, aluno do 3º ano, conta que vem acompanhando os encontros assiduamente. “Gosto dos encontros porque eles me fazem lembrar momentos de muita alegria na escola, que no momento não estamos podendo viver por causa do coronavírus”. Para o jovem rapaz, a parte da contação virtual da qual ele mais gosta é o bate-papo sobre a história que acabaram de ouvir, além de rever os colegas e amigos.

Em uma das atividades que extrapolou o ambiente da contação, a professora Soraia pediu aos alunos do 3° ano que gravassem um vídeo com a história que mais gostam. Davi Araújo da Silva, de nove anos, não perdeu tempo: resgatou uma história que seus pais lhe contaram, que quando crianças ouviam falar do bicho do Umbu, uma lenda que os deixava com muito medo. Para falar dessa lenda, Davi buscou o poema O Grande Bicho, da escritora Nubia Paiva, uma artista do sertão baiano. No vídeo que gravou o menino declama a poesia, que faz parte do livro Era Uma Vez Uma Poesia, valorizando as rimas entre os versos. Logo depois de declamar, Davi fala da biografia da escritora.

Rapidamente o vídeo do menino chegou até a escritora Nubia Paiva, que gravou um vídeo em agradecimento ao Davi e à sua mãe, Joana. Para ver o vídeo com o depoimento do aluno e da escritora acesse https://youtu.be/eLUTMx9s5mg.

“Gostaria de parabenizar a escola pelo incentivo à leitura e por estar espalhando poesia por aí, principalmente nesse momento em que todos nós estamos precisando tanto de poesia e sensibilidade”, disse Nubia.

 

E essa história não acaba aqui. Em meio às inúmeras ações que a EPG Edson Nunes Malecka e seus profissionais articulam para fomentar e ampliar a habilidade leitora de seus alunos, e que envolvem as famílias de um modo muito interessante, o projeto de contação de histórias ampliou o debate, convidando autores como a própria Nubia Paiva, que participou do encontro virtual na manhã desta quinta-feira (22).

E se depender do engajamento e inventividade dos professores, alunos, pais, gestores e demais profissionais da escola, esse espaço de encantamento e acolhimento, conquistado como forma de dar continuidade às atividades, tem lugar cativo garantido na rotina de todos.