Cerag inicia competição com basquete adaptado

0
396

 

O Basquete adaptado na modalidade 3 x 3 abriu as competições do Circuito Esportivo Recreativo Adaptado de Guarulhos – Cerag 2018. A abertura foi realizada, nesta sexta-feira (23), nas Casas André Luiz, com desfile dos atletas das instituições, presença de autoridades e diretores da entidade anfitriã e apresentação de dança Hip Hop.

 

 

O Cerag foi criado pela união de professores de educação física das entidades do município com instituições de Itaquaquecetuba e São Paulo, que trabalham com pessoas com deficiência. A competição prossegue até dezembro e inclui Bola ao Cesto, Bocha Adaptada, Vôlei Adaptado, Oficina de Lutas, Jogos de Mesa, Circuito de Habilidades, Futsal, Festival Cultural, Dardo, Festival de Dança e Natação.

 

Ao saudar os competidores, a presidente das Casas André Luiz, Luzia Margarete Pummer Carvalho, enfatizou a importância em mostrar para a sociedade que por meio da inclusão “todos podem estar juntos, participando do coletivo”.

 

Já o secretário de Assuntos Difusos, Lameh Smeili, representando o prefeito Guti, enalteceu o trabalho das Casas André Luiz observando que a entidade é uma referência não apenas para Guarulhos, mas para o país. “O importante é competir. Os jogos adaptados são os jogos da vida. São os jogos da renovação de cada dia. Parabenizo a todos os envolvidos nesta competição. Esses jogos são uma honra para a Prefeitura de Guarulhos”, disse.

 

O subsecretário de Acessibilidade e Inclusão, Toninho Messias, lembrou que a Prefeitura de Guarulhos é parceira no projeto, com contribuição de troféus, medalhas, transporte, suporte administrativo, entre outros. Participou também da abertura do evento o deputado estadual Gileno.

 

Participação

 

O Cerag é disputado pelas seguintes entidades: Casas André Luiz, Ambulatório das Casas André Luiz, Associação de Pais e Amigos dos Excepcionais de Guarulhos (APAE), Casas de Davi, Colégio Caape, Núcleo Convívio, Acdem, Secretaria de Esportes de Itaquaquecetuba, Subsecretaria de Esportes de Guarulhos, por meio do Projeto Amea, Ciaag e Instituto Alan Kardec.