Celulares e entorpecentes são apreendidos em unidades prisionais da Grande SP

0
95

 

A Secretaria da Administração Penitenciária (SAP) informa sobre as apreensões de objetos ilícitos realizadas nos últimos dias nas unidades prisionais da Grande São Paulo.

 

Franco da Rocha

 

Nesta terça-feira (8), a revista rotineira da Penitenciária I “Mário de Souza e Albuquerque” impediu a entrada de 290 micropontos de papéis semelhantes ao sintético K4. Os ilícitos estavam camuflados dentro de um pacote de fumo e teriam sido enviados pela mãe do preso.

 

O Centro de Progressão Penitenciária (CPP) de Franco da Rocha registrou, no último sábado (5), dois casos envolvendo ilícitos enviados via correio à unidade prisional.

 

 

A mãe de um sentenciado escondeu dois pedaços de papel, com características da droga sintética K4, em meio ao fio dental. O ilícito foi encontrado no momento em que os agentes de segurança faziam a revista no objeto.

 

No outro caso, a genitora de um recluso usou hastes flexíveis de limpeza de ouvido para ocultar pedaços de papel semelhantes ao sintético K4.

 

As apreensões foram registradas na Delegacia de Polícia de Franco da Rocha.

 

Guarulhos

 

Agentes de segurança da Penitenciária “Desembargador Adriano Marrey” de Guarulhos encontraram, no último sábado (5), duas placas de aparelho de telefone celular escondidas em meio ao pão tipo bisnaga.  O material teria sido enviado pela mãe do sentenciado e foi detectado no momento em que o alimento passava pelo aparelho de raio-X.

 

Ainda na PII de Guarulhos, nove pedaços de papel, semelhantes à droga sintética K4, foram encontrados camuflados dentro de um pacote de pão de forma. O entorpecente foi enviado via correio.

 

 

Já no Centro de Detenção Provisória “ASP Giovani Martins Rodrigues” de Guarulhos, três apreensões foram registradas no último domingo (6). Os agentes de segurança da unidade prisional, durante revista dos itens enviados via correio, apreenderam 24 canudos recheados com substâncias entorpecentes, supostamente maconha e cocaína.

 

As drogas foram encaminhadas a custodiados da unidade prisional camufladas dentro de tubos de creme dental.

 

Os ilícitos apreendidos nos dois estabelecimentos penais de Guarulhos foram encaminhados ao 8° Distrito Policial do município para averiguação e registro de Boletim de Ocorrência.