Celular e chips são apreendidos em correspondências na unidades prisionais da Região Metropolitana de SP

0
65

 

A Secretaria da Administração Penitenciária (SAP) informa sobre as apreensões de objetos ilícitos realizadas nas unidades prisionais da Grande São Paulo.

 

São Bernardo do Campo

 

Os agentes de segurança do Centro de Detenção Provisória “Dr. Antonio Calixto” de São Bernardo do Campo encontraram, nesta quarta-feira (4), durante revista realizada em correspondência, dois chips de telefonia celular e 36 pedaços de fio de estanho para solda.

 

 

Os ilícitos estavam escondidos na tampa de um frasco de detergente, que seria entregue a um recluso da unidade prisional. Após terem verificado anormalidade nas imagens do Raio-x, os agentes revistaram manualmente a encomenda e recolheram os objetos.

 

A apreensão foi registrada no 8° Distrito Policial do município e está sendo instaurado procedimento disciplinar para averiguar a conduta do preso.

 

Guarulhos

 

Na tarde de hoje (4), no Centro de Detenção Provisória I “ASP Giovani Martins Rodrigues” de Guarulhos, os agentes de segurança frustraram a tentativa da mãe de um detento de enviar um celular à unidade prisional.

 

O objeto estava camuflado dentro de um pacote de sabão em pó e foi enviado junto a outros itens via correspondência.

 

O aparelho celular foi encaminhado ao 8° Distrito Policial de Guarulhos, onde foi feito registro de boletim de ocorrência e o detento que receberia a encomenda encontra-se preventivamente em regime disciplinar.