Caso Civitas

0
811

O vereador Guti (PSB) apresentou requerimento para criação de uma Comissão Especial de Inquérito para o caso Civitas, publicado no Jornal Guarulhos Hoje. De acordo com a reportagem, a Secretaria da Educação, na época sob comando do vereador Professor Moacir de Souza (PT), teria pago R$ 4 milhões para o Instituto Civitas por serviços não realizados. “Para ter atestado de idoneidade, peço que o Professor também assine [a CEI]”. Para a instauração de uma CEI é necessário recolhimento de 11 assinaturas.

Ainda de acordo com a reportagem, a ONG teria recebido a verba pelo menos dois meses antes de começar a prestar o serviço com Agentes de Apoio à In­clusão Escolar, e para um número superior de profis­sionais aos que realmente haviam sido contratados pela empresa.

guti-civitas

Convidado a falar na tribuna por Guti, Souza diz ser “vítima de um movimento de um jornal que publica uma série de inverdades” e mostrou-se à disposição da Câmara e da Justiça para quaisquer esclarecimentos solicitados. “Não me nego a oferecer respostas de quem quer que seja, mas me nego a aceitar extorsão”.

Os petistas Rômulo Ornelas, Marcelo Seminaldo, Edmilson Souza e Samuel Vasconcelos, também líder do governo, apoiaram a atitude de Moacir em representar o denunciante, Edson Sayeg, e o jornal responsável por publicar a matéria. Vasconcelos ainda questionou a necessidade da instauração da CEI, uma vez que o Ministério Público já está investigando.

moacir-guarulhos

O requerimento foi arquivado pelo presidente da Casa, Professor Jesus (DEM), por falta de assinaturas suficientes.

Fonte: Click Guarulhos