Casarão da Sete de Setembro abriga Feira da Economia Solidária

0
329

 

Centenas de pessoas prestigiaram nesta quarta-feira, dia 26, a inauguração da Feira Permanente da Economia Solidária organizada em área externa do Casarão da Sete de Setembro, no Centro. Além da geração de renda, a atividade faz parte de um esforço da Prefeitura para revitalizar o histórico imóvel, tombado como patrimônio histórico municipal desde o ano de 2000.
feira-economia-solidaria
Nos próximos três meses, feira se repetirá às quintas, sextas e sábados

 

Responsável pela implementação da Economia Solidária em Guarulhos, a secretaria do Trabalho informa que a atividade se estende até a sexta-feira, dia 28, das 9h às 18h. Como projeto piloto, durante os próximos três meses a feira se repetirá sempre as quintas, sextas e sábados, no mesmo local e horário.

 

A secretária do Trabalho, Telma Cardia, explica que inicialmente cerca de 30 expositores oferecem artigos de decoração, roupas, acessórios e outros produtos confeccionados de maneira artesanal. Estão previstas atrações culturais, com apresentações musicais e teatro. “Neste espaço, os artesãos têm a oportunidade de movimentar seus negócios e obter renda. Já os cidadãos podem ter contato com um modelo alternativo de consumo, envolvendo sustentabilidade, preços acessíveis e produtos elaborados por meio de técnicas produtivas inovadoras”, Telma Cardia.

 

Outro atrativo é o fato de a atividade ser realizada em um local de importante valor histórico à cidade. Localizado entre as Ruas Sete de Setembro e Felício Marcondes, o imóvel pertenceu à família do ex-prefeito José Maurício, que governou Guarulhos entre 1919 e 1930, e de 1940 a 1945.

 

A Feira da Economia Solidária, no Casarão da Sete de Setembro, envolve também o trabalho em conjunto com a secretaria de Educação, Cultura, Esporte e Lazer (SECEL) e a Proguaru. “No governo Guti há um esforço para que todas as secretarias trabalhem de maneira integrada. Quem ganha com isso é a população”, conclui Telma.