Campeão mundial de Pokémon TCG visita Escola da Prefeitura para conhecer projeto inclusivo

0
76

 

Os jogos podem reforçar o aprendizado, como o desenvolvimento cognitivo e social das crianças, além de proporcionar muita diversão. Esta é a proposta do projeto de Card Game na Escola, realizado com os alunos surdos da classe bilíngue e do 4º ano da EPG Professor Edson Nunes Malecka, no Bonsucesso. A ação foi idealizada pelo agente de portaria José dos Reis Burgue, que trouxe o campeão mundial de Pokémon TCG (Trading Card Games) e atual bicampeão europeu, Gustavo Wada, para as crianças conhecerem.

 

 

O projeto em parceria com a escola teve início em 2019 por José Burgue, estudante de pedagogia, e devido à pandemia foi retomado em outubro de 2021. “Antes de entrar na pedagogia eu já tinha a visão de que o jogo, especificamente o Pokémon TCG, de cartas colecionáveis, traz muitas aprendizagens lúdicas, além da interação social. Os alunos menores brincam com as cartas como jogo da memória, utilizando a mesma lógica do jogo tradicional. Neste ano juntamos a turma do 4º ano A e a sala bilíngue de surdos para ampliarmos o projeto, afinal, quando as crianças estão juntas elas interagem bem, além de aprender importantes lições de vida, como esperar sua vez, respeitar as regras e a lidar com o confronto”, explica Burgue, que aproveita o espaço da escola para reunir a turma às sextas-feiras.

 

Em maio deste ano, durante o torneio Regional de Joinville, por meio de um amigo em comum, José apresentou o projeto card game na escola e fez o convite para Gustavo Wada conhecê-lo em Guarulhos, que de pronto aceitou. Wada, estudante de medicina, é o único jogador do Brasil a conquistar título mundial. Na América Latina acontecem quatro regionais, geralmente no Brasil.

 

“No final do ano passado foi criado o Instituto Wada para promover projetos e eventos de cultura e educação para todos, então quando ficaram sabendo do projeto, o Gustavo e sua equipe tiveram interesse em conhecer, para a alegria dos alunos da EPG Malecka”, relata Burgue.

 

Sendo assim, no dia 25 de maio, as crianças receberam o campeão com muito carinho, entregaram ilustrações dos personagens do Pokémon, tiveram a oportunidade de conversar, participar de palestras e workshop com as turmas de crianças ouvintes e surdas.

 

Inclusivo e interativo 

 

O projeto educativo conta com o apoio do diretor da escola, Manoel Rodrigues Português. “O projeto inclusivo e interativo de Pokémon apresenta inúmeras contribuições ao processo de aprendizagem e desenvolvimento das crianças, além de coadunar com o projeto político-pedagógico da escola. O jogo contribui com a aprendizagem da convivência e com o ensino da matemática de forma lúdica. Afora materializar o ideal de que, na escola somos todos educadores. Afinal, o José é nosso agente de portaria e realiza o projeto de forma voluntária no seu período de descanso”, ressaltou o diretor.

 

A primeira ação do Instituto Wada contou com o apoio da Epic Game e a participação do jogador da categoria sênior (11 a 15 anos) Rafael Masuko, de 12 anos, falando sobre as experiências dos jogadores de Pokémon TCG.

 

No encerramento, cada criança ganhou um Deck Card Game Pokémon TCG para levar e brincar em casa. “O Pokémon TCG é mais que um jogo, ele acolhe, ensina e traz experiências únicas na vida de qualquer um que decide entrar nesse mundo. Transformar a vida das pessoas por meio do Pokémon é uma das maiores metas do Instituto Wada de Educação e Cultura”, destaca Gustavo Wada.