Câmara de Guarulhos deve votar projeto Escola Sem Partido

0
412

 

Chegou à Câmara o Projeto de Lei 1.470/2018, de autoria do vereador Laércio Sandes (DEM), que trata da Lei Escola Sem Partido, denominado pelos sindicatos como Lei da Mordaça. O PL é polêmico e promete esquentar as próximas sessões do legislativo de Guarulhos.

 

 

Para seus idealizadores, o Movimento Brasil Livre, o principal objetivo é garantir a neutralidade política no aspecto do ensino escolar. Já para quem se opõe, o projeto coloca em risco o direito da juventude ter voz e participação dentro das escolas.

 

“É vedada a prática da doutrinação política e ideológica em sala de aula, bem como a veiculação, em disciplina obrigatória, de conteúdos que possam estar em conflito com as convicções morais dos estudantes, de seus pais e responsáveis”, diz o PL em seu Artigo 2º. “Não fará propaganda em sala de aula, nem incitará seus alunos a participar de manifestações, atos públicos e passeatas com finalidade político-partidária”, propõe o projeto em seu Artigo 3º, inciso II.

 

Os sindicatos já convocaram os Educadores da cidade para ir à Câmara Municipal protestar contra a aprovação do PL. É certo que os sete vereadores petistas de Guarulhos tem posicionamento contrário a proposta de Laércio Sandes, que terá de argumentar com habilidade para conseguir a aceitação de seus pares, além de combater as duras críticas que virão da oposição.

 

Fonte: Click Guarulhos