Almeida coloca área da Proguaru à venda

0
1011

 

Com uma dívida estimada em mais de R$ 700 milhões o prefeito Sebastião Almeida pretende vender área pública para tentar restabelecer saúde financeira da Proguaru (Progresso e Desenvolvimento de Guarulhos S/A). Almeida quer no mínimo R$ 17 milhões pela espaço de pouco mais de seis mil metros quadrados, situado em bairro nobre da cidade. O imóvel, localizado na avenida Papa Pio XII, Macedo, será colocado a venda mediante licitação na modalidade concorrência pública.

Atualmente ele abriga o almoxarifado de materiais e funciona como ponto de apoio para funcionários da Gerência de Operações Centro.

 

proguaru-guarulhos

Segundo o projeto de lei enviado à Câmara, pautado para sessão de hoje, o valor da dotação da Proguaru vem sofrendo redução em termos reais, sendo que para este ano está previsto no orçamento um valor de repasse de R$ 119 milhões para atender os serviços de ampliação e modernização do sistema de drenagem, do sistema viário urbano, entre outros.

 

A empresa também executa serviços de edificações, controle de acesso, limpeza de próprios,serviços gráficos, manutenção predial e outros que geram recursos da ordem de R$ 60 milhões ao ano. A Proguaru conta com cerca de 4.340 funcionários, a despesa total com pessoal é superior a R$ 140 milhões anuais. A aquisição de insumos, contratação de serviços, equipamentos e pagamento de tributos totalizam a diferença das receitas e pagamento da folha de pessoal, ou seja, da ordem de R$ 40 milhões.

Em nota, a Proguaru informou que, em caso de alienação do bem, tanto o almoxarifado quanto o ponto de apoio serão transferidos para outra unidade que atenda a demanda do local.

 

Fonte: Guarulhos Hoje