A viola como protagonista

0
1108

 

No dedilhado macio, na corda que vibra, na voz que entoa a poesia da moda caipira: a viola canta. E sobe ao palco do Teatro Adamastor em um show especial neste sábado, dia 13, às 20h, com a Orquestra de Violeiros Coração da Viola; formada em Guarulhos e considerada a pioneira do gênero em todo o País. A entrada é franca.

 

Integrada por 18 violeiros, a orquestra vai apresentar um repertório com 13 músicas, sendo uma delas autoral. Não vão faltar clássicos como “Cabocla Tereza” e “Calix Bento”, sucesso na voz de Pena Branca & Xavantinho.

 

Conforme dados da pesquisa Trajetória da Música Raiz na Cidade de Guarulhos, organizada pelo Arquivo Histórico Municipal, o ápice da música caipira no município veio com a fundação da Associação Guarulhense dos Artistas Sertanejos (AGAS), em 1977. Com o apoio de, nada mais nada menos, que Tonico & Tinoco, os artistas de Guarulhos acabaram ganhando notoriedade nacional.

 

viola-adamastor

A música raiz é destaque no Adamastor / Foto: Nicollas Ornelas

 

Não demorou muito para que os associados da AGAS recebessem um convite inusitado de Tonico & Tinoco: tocar no pomposo Teatro Municipal de São Paulo. Na época, era impensável que a moda de viola fosse entoada em local tão glorioso. Para sair do formato tradicional, Tonico & Tinoco propuseram que, ao invés de tocarem em duplas, os violeiros se organizassem em uma orquestra. Aí se dava o começo do grupo, com 40 músicos.

 

A apresentação no suntuoso teatro arregimentou um público recorde e também incentivou a dupla Tonico & Tinoco, conhecida como Coração do Brasil, a gravar o álbum A Viola no Teatro, lançado em 1980, trazendo na contracapa a orquestra de Guarulhos. “A partir daí compramos um ônibus e viajamos pelo País, participando de festivais e programas na televisão, como o Viola Minha Viola”, rememora um dos remanescentes da primeira formação, seo Oliveira.

 

Por conta das crises financeiras e também pela própria fusão do grupo, em meados de 1982, a orquestra se dissolveu. Em 2013, entretanto, os trabalhos foram retomados e a ideia da Secretaria de Cultura é, além de continuar mantendo a cultura popular, gravar um álbum da orquestra e também voltar ao Teatro Municipal de São Paulo, com uma nova apresentação memorável. “O momento é histórico e esta orquestra significa muito, não só para Guarulhos para o Brasil. É um bem que precisa ser preservado”, enaltece o coordenador de Música e Culturas Populares Tradicionais da Secretaria de Cultura, Edson Alves Fontes.

 

Você sabia?

 

A reconhecida dupla Pena Branca & Xavantinho começou a trilhar seu sucesso na orquestra de Guarulhos e também alavancou o grupo. “O Pena Branca morava na Vila Rio e o Xavantinho, na Penha (Zona Leste de São Paulo). Naquela época a orquestra tinha 30 duplas. Eles escutaram nossa cantoria e pararam para ouvir. Daí perguntaram: ‘como é que a gente faz para cantar?’. Foi assim que eles acabaram ficando conosco e viajaram para muitos cantos”, recorda o violeiro, seo Oliveira.

 

Serviço

 

Orquestra de Violeiros Coração da Viola

 

Sábado, dia 13, às 20h

Teatro Adamastor – avenida Monteiro Lobato, 734, Macedo

Entrada franca

 

Fonte: Prefeitura de Guarulhos