Resultado sobre suspeita de Ebola no Brasil sai em 24 horas

0
508

 

O resultado do exame que vai confirmar ou descartar a infecção por ebola no africano, Souleymane Bah, de 47 anos, será divulgado em até 24h. A informação foi divulgada em coletiva concedida nesta manhã pelo ministro da Saúde, Arthur Chioro. O africano chegou ao Rio de Janeiro nesta manhã, depos de passar a noite internado em uma Unidade de Pronto Atendimento (UPA) em Cascavel, no Paraná. Ele está no Instituto Nacional de Infectologia Evandro Chagas, da Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz), em Maguinhos. A unidade é um centro de referência escolhido pelo Ministério da Saúde para o tratamento pacientes com suspeita da doença no Brasil. Uma nova entrevsta coletiva sobre o caso foi marcada para as 18h desta sexta.

ebola-guarulhos

 

Sobre falou sobre o estado de saúde do africano e informou que “até o início da noite de ontem, ele estava subfebril e não apresentava hemorragia, vômitos ou quaisquer outros sintomas. Está em bom estado geral e, mantido em isolamento total”. O africano teve febre apenas na manhã de quinta-feira, o vigésimo dia após retorno da África ao Brasil. Ainda segundo o ministro, 64 pessoas tiveram contato com o paciente, sendo que 60 estiveram com ele na unidade de saúde. Destes, três tiveram contato mais intenso, por motivo de tratamento. Entretanto, ele foi imediatamente isolado assim que verificada a suspeita da doença. Os outros quatro indivíduos que tiveram contato com Souleymane estão na mesma residência em que ele ficou hospedado, em Cascavel. Todos serão monitorados por 21 dias, período de incubação do vírus, e terão temperaturas corporais verificadas de uma a duas vezes ao dia.

Caso esse exame de ebola dê um resultado negativo, será feita nova análise após 48 horas, com uma segunda amostra, para que o diagnóstico seja permanentemente descartado. O sangue do africano foi colhido no Rio de Janeiro e enviado para análise na unidade da Fiocruz em Belém, no Pará.

Sobre os procedimentos adotados após a notificação da suspeita da doença, Chioro disse que, conforme exige a Organização Mundial de Saúde (OMS), o órgão foi avisado sobre o possível caso no Brasil às 1h11 desta sexta-feira. Também foram notificadas a Polícia Rodoviária Federal (PRF) e a Força Aérea Brasileira, que providenciaram o transporte do paciente.

O ministro tranquilizou a população acerca da suspeita da doença no Brasil. Ele lembrou que a transmissão do ebola não se dá pelo ar, mas apenas pela troca de sangue, saliva e outros fluidos corporais, ou pelo contato com objetos tocados pelo portador do vírus durante período em que ele esteja apresentando sintomas (febre, febre hemorrágica, diarreia, vômito, sangramento nos olhos e mucosas.

 

Fonte: EM