Prefeitura de SP encaminha refugiados para trabalhar em Guarulhos

1
516

 

A maior parte dos imigrantes refugiados que foram atendidos na capital no ano passado foi encaminhada para empresas de Guarulhos. Segundo dados da Secretaria Municipal do Desenvolvimento, Trabalho e Empreendedorismo, da prefeitura de São Paulo, das 197 pessoas admitidas através do Centro de Apoio ao Trabalho (CAT), 42 foram direcionadas para a cidade.

O motivo, segundo a prefeitura paulista, seria o fato de muitas empresas guarulhenses disponibilizarem vagas no local. No período apenas 10 permaneceram trabalhando na capital. O restante foi encaminhado para outras cidades nos estados de Santa Catarina, Paraná e Ceará.

 

refugiados-guarulhos

Guarulhos é a porta de entrada da maioria dos refugiados imigrantes, isso devido a cidade possuir o maior aeroporto do hemisfério sul. No ano passado, o Posto Avançado de Atendimento Humanizado ao Migrante, localizado no Aeroporto de Cumbica, recebeu 107 estrangeiros, de países como Síria, Nepal e Paquistão. No período, aproximadamente 10 mil solicitaram refúgio no Brasil, e metade deles principalmente pelo terminal.

Ao chegarem ao país, eles recebem o protocolo de solicitante de refúgio, emitido pela Polícia Federal. De acordo com a legislação brasileira, o protocolo da direito à emissão da Carteira de Trabalho, ainda em caráter provisório.

A lei garante aos refugiados o Registro Nacional de Estrangeiro (RNE) e a emissão do Cadastro de Pessoa Física (CPF). Recentemente, o governo retirou da Carteira de Trabalho e do RNE a menção à palavra “refugiado” para evitar desentendimentos com o termo e facilitar o acesso desta população ao mercado formal de trabalho.

Em Guarulhos, além do posto humanizado, neste ano foi assinado o Convênio de Cooperação Técnico-Institucional entre diversos órgãos e a prefeitura.

 

Fonte: Guarulhos Hoje