Oito UBS terão vacinação contra a febre amarela neste sábado

0
180

 

A Secretaria de Saúde vai abrir oito Unidades Básicas de Saúde (UBS) neste sábado (2) para vacinar preventivamente a população contra a febre amarela. As doses estarão disponíveis das 8 às 16 horas nas UBS: Primavera, Recreio São Jorge, Bananal, Fortaleza, Água Azul, Bambi, Acácio e Álamo.

 

Foto: Fábio Nunes Teixeira / PMG

 

Além de vacinar contra a febre amarela, duas dessas unidades – Acácio e Álamo – juntamente com as UBS Munhoz, Soimco e Dinamarca vão abrir neste sábado (2), das 8 às 16 horas, para atender a população pelo programa emergencial Saúde Agora, anunciado pelo prefeito Guti em maio passado.

 

O objetivo é ampliar o acesso aos serviços de saúde, oferecendo consultas médicas e odontológicas, coleta de Papanicolau (exame de prevenção do colo de útero), testes rápido para detecção do HIV, sífilis e hepatites B e C, atualização da carteira de vacinação entre outras ações educativas e administrativas.

 

Vacinação

 

Guarulhos já vacinou preventivamente contra a febre amarela mais de 100 mil pessoas. Durante a semana são 27 unidades que oferecem as doses contra a doença: Palmira, Continental, Vila Rio, Morros, Santa Lídia, Seródio, Haroldo Veloso, Carmela, Lavras, Soberana, Ponte Alta, Santa Paula, Álamo, Aracília, Piratininga,  Cambará, Cabuçu, Recreio São Jorge, Novo Recreio, Belvedere, Primavera, Acácio, Bananal, Santos Dumont, Fortaleza, Água Azul e Bambi.

 

Desde abril passado, o Ministério da Saúde passou a indicar a dose única contra a febre amarela, com base em estudos científicos que comprovam a eficácia de somente uma aplicação. Sendo assim, crianças e adultos que já tomaram a vacina, não precisam mais se imunizar contra a doença ao longo da vida. Por isso, é fundamental levar a carteirinha de vacinação até os postos para análise do profissional de saúde.

 

Vale destacar que a vacina contra a febre amarela é contra-indicada  para as mulheres grávidas ou que estejam amamentando e os portadores de doença autoimune (com baixa imunidade). Já as pessoas com mais de 60 anos devem apresentar a prescrição médica para se vacinar.