Não tem data para contratação de empresa de iluminação em Guarulhos

0
501

 

A finalização do processo licitatório que apontará a nova empresa responsável pela manutenção da iluminação pública acontecerá somente após a conclusão da análise das planilhas entregues na terça-feira, 29, por uma empresa, que a princípio tinha sido desabilitada, mas que foi incluída no processo por liminar (ordem judicial sem análise do mérito; portanto, provisória).

 

A Prefeitura informa que até a conclusão do processo de licitação, que está em andamento, para contratação da nova empresa, a manutenção ficará sob a responsabilidade do Departamento de Iluminação Pública (DIP).

 

iluminacao-publica-guarulhos

 

Contatos podem ser feitos de segunda a sexta-feira, das 8 às 17 horas, pelo telefone 2088-5838.

 

A EDP Bandeirante, distribuidora de energia elétrica do Vale do Paraíba, Alto Tietê e Litoral Norte de São Paulo, informou que desde 1º de março de 2016 não é mais responsável pela manutenção de iluminação pública no município de Guarulhos.

 

A Câmara Municipal de Guarulhos formou uma Comissão Especial de Investigação (CEI) para análise do contrato da EDP com a Prefeitura no dia 13 de dezembro e se encerra no dia 13 de abril. Até o fechamento desta matéria não houve nenhuma reunião desde a sua abertura. Logo, a comissão corre risco de terminar sem nenhum relatório.

 

Questionado, o presidente da comissão, Marcelo Seminaldo (PT), informou ao Click Guarulhos que as reuniões não ocorreram, porque em nenhuma delas houve a quantidade mínima de seis vereadores necessária para a CEI. “Fizemos 5 tentativas de reuniões até agora, que restaram infrutíferas, o que não me impediu de fazer questionamentos para a Bandeirante energia. A empresa possuía dois contratos com a Prefeitura, um pelo fornecimento de energia elétrica e outro pela manutenção da rede. A Bandeirante alega que cumpriu com o contrato e tenho certeza que não e é isso que vou comprovar”. O edil sonda chamar o gestor da Bandeirante, Marcos Scarpa, para prestar esclarecimentos, uma vez que a empresa não responde a questionamentos do vereador.

 

Até o dia 5 de março, ocasião em que os parlamentares eleitos em 2012 que estavam em alguma secretaria reassumiram os postos na Casa de Leis, a composição da comissão era: Dr. Laercio Sandes (DEM), Gilvan Passos (PSDB), Pastor Anistaldo (PSC), Luiz Matogrosso (PP), Paulo Sérgio (PR), Heleno Metalúrgico (PDT), Mauricio Brinquinho (PT), Laercio Pereira (PT), Dr. Alexandre Dentista (PSDC) e Eduardo Barreto (PCdoB). Não se sabe quem vai assumir os lugares dos petistas Mauricio Brinquinho e Laercio Pereira na Comissão.

 

Os vereadores Heleno Metalúrgico e Laércio Sandes cobraram na sessão desta terça-feira, 05, após reclamação de Seminaldo, que as reuniões devem ser marcadas com antecedência.

 

Guarulhos no escuro em 2015

 

Em 2015, houve grande aumento de reclamações por parte dos guarulhenses com relação à iluminação pública. A cidade ficou às escuras depois que a EDP suspendeu a manutenção nos meses de abril e maio. Na ocasião, a Prefeitura parcelou em 36 vezes o débito com a Bandeirante de R$ 36 milhões, que se referia à manutenção da rede de iluminação pública da cidade.

 

Cosip

 

Em maio de 2015, os guarulhenses começaram a pagar a Contribuição para o Custeio do Serviço de Iluminação Pública (Cosip), que serve para manutenção da iluminação na cidade. Apesar da taxa, os guarulhenses reclamam de não ter recebido a devida contrapartida, tendo em vista a quantidade de reclamações sobre ruas escuras em todas as regiões da cidade.

 

Fonte: Click Guarulhos