Juíza de Guarulhos é afastada por gritar com advogados

0
328

 

O Tribunal de Justiça de São Paulo decidiu afastar a juíza titular da 8ª Vara Cível de Guarulhos, Márcia Blanes, por falta de tratamento com juristas e atrasos em julgamentos. Há relatos de que ela gritou com advogados e recusou-se a atender alguns desses profissionais. A decisão foi tomada nesta quarta-feira, 19, por unanimidade dos 25 desembargadores do Órgão Especial.

 

oab-guarulhos

 

Em outubro de 2016, cerca de 150 advogados fizeram correição no Fórum da cidade, no Centro, quando a OAB-Guarulhos, sob o comando do advogado Alexandre de Sá, entrou com pedido de remoção da magistrada na Corregedoria do Tribunal de Justiça.

 

Segundo os relatos apresentados, Blanes justificava a falta de atendimento com a necessidade de trabalhar e chegou a levar uma advogada “aos prantos”.

 

Home office indevido

 

Segundo o site ConJur, na defesa prévia, a juíza disse que ficou “perplexa” com as alegações de que desrespeitou advogados. Ela também reconheceu nem sempre ter ido ao fórum, mas alegou à Corregedoria que “estava constantemente em conexão”, pois julgava processos em casa, na modalidade teletrabalho, que é vedado a juízes em primeiro grau, porque suas atribuições não se resumem a assinar sentenças e despachos.

 

Na 8ª vara havia um percentual de rejeição de petições iniciais desproporcional as outras nove de Guarulhos, que enquanto apresentavam índice entre 10%, a de Blanes registrou  de 79%.

 

Ainda segundo o ConJur, pesou na decisão pelo afastamento da juíza  o fato de que ela já respondeu a 35 representações em 18 anos de carreira, a maior parte delas relacionadas a relatos de tratamento descortês.

 

Fonte: Click Guarulhos