Guarulhos é sede de evento de moda africana

0
334

 

Com a abertura do evento African Fashion Week, na noite de segunda-feira, 15, a cidade de Guarulhos será nos próximos três dias, a capital da moda africana no Brasil. Estilistas e diplomatas de países como África do Sul, Angola, Nigéria, Guiné-Bissau, Moçambique e São Tomé e Príncipe foram recepcionados pelos organizadores, convidados especiais e autoridades do município, entre elas o prefeito Guti e o vice-prefeito e secretário da Secel (Secretaria de Educação, Cultura, Esporte e Lazer do Município), Alexandre Zeitune.

 

 

Uma verdadeira integração cultural ocorreu na cobertura do Bristol Internacional Hotel, região central da cidade.  O anfitrião e presidente do  Conselho Municipal de Turismo (Contur), Lourival Honorato Vieira, ao apresentar o coordenador do AFW-Brasil, Júlio Antonio Aponto Té,  disse que este evento coloca Guarulhos num patamar importante na rota de negócios e, principalmente, mantém os laços de irmandade com os países do Continente Africano.

 

O prefeito Guti reconheceu a importância do evento, como um marco na história não só de Guarulhos, como também do Brasil. “É uma honra receber todas as nações e autoridades aqui presentes e dizer que a cidade está muito orgulhosa. Tenho certeza que esta relação não se resumirá apenas no evento de moda, mas também na troca de negócios, cultura, que reflete uma amizade eterna”, concluiu.

 

Já o secretário da Secel, Alexandre Zeitune, disse que o novo governo vem se esforçando para construir o conceito de uma cidade global. “A nossa vontade é de estreitar cada vez mais nossos laços, que na verdade é a vontade de toda a cidade, que também é um pedaço de África”, disse Zeitune.

 

Prestígio

 

Também estiveram presentes ao evento o secretário de Governo de Guarulhos, Carlos Soler; o sub-secretário de Cultura, Adalmir Abreu; diretor de Cultura, Tiago Oitaert; secretária-adjunta de Desenvolvimento e Assistência Social, Claudia Papotto; o coordenador da Igualdade Racial, Anderson da Silva Guimarães, diretor de Turismo, Ricardo Balcone e o deputado estadual Jorge Wilson.

 

Entre os diplomatas africanos estavam Dioka Mongano, consul Político do Consulado da África do Sul; Shanaaz Ebrahim, consul Econômico da África do Sul; Muntari Abdu Kaita, consul geral da Nigéria; Vasco Suamo, assessor do Consulado de Angola e o presidente do Centro Cultural Africano, o nigeriano Otunbá Adekunle Aderonmu.

 

Oficina com estilistas

 

Até sexta-feira, dia 19, estão previstos rodadas de negócios, oficina e seminário sobre moda africana e intercâmbio cultural África-Brasil. Serão reuniões preparatórias para os desfiles que acontecerão no mês de outubro, em local a ser definido.

 

Na quinta-feira, dia 18, às 14 horas, haverá o encontro aberto ao público, na sede da Secel “Signos e Significados da Moda Africana”, onde estilistas vão interagir com o público e promover oficina sobre tecidos e amarrações, para compor vestuários.

 

Uma mostra do que será a semana de moda em Guarulhos foi apresentada aos convidados, durante o coquetel de abertura. Os designers Danny Absoluté (Africa do Sul); Nina Costa e Muhandro (Guiné-Bissau); Alfa Cante e Louiggi Jr. (Moçambique); Gorete (São Tomé e Principe) e Analoide (Angola) apresentaram suas coleções, com destaque para peças em tecidos com grafismo em variadas cores, recortes e desenhos.

 

O African Fashion Week possui diversas edições espalhadas pelo mundo e é promovido de forma independente. Esta é a primeira vez que é realizado no Brasil, onde conta com o apoio do Fórum da Juventude da CPLP (Comunidade dos Países de Língua Portuguesa), do Congo Fashion Institute e do Centro Cultural Africano (São Paulo).

 

Serviço

 

African Fashion Week – Brasil

 

Oficina: Signos e Significados da Moda Africana

Data: 18 de maio, quinta-feira, às 14 horas

Local: Secel – Rua Claudino Barbosa, 313 – Macedo

Entrada Gratuita