Escola pública no Cocaia ganha grafites nas salas de aula

0
843

 

A Escola Estadual Benedita de Oliveira Ale, que fica no Jardim Cocaia, é diferente de qualquer outra da rede pública de ensino. Uma parceria celebrada entre a diretoria do colégio e artistas coloriu todas as dez salas de aula da unidade com grafite e transformou o local em uma espécie de galeria de arte.

 

Tudo foi feito em um único final de semana e a partir da amizade entre o coordenador pedagógico da escola, Fábio Porto, e o grafiteiro Ricardo Silva de Santana, mais conhecido como Célio.

 

grafite-escola-guarulhos (1)
Paredes de salas de aula foram grafitadas por artistas na Grande SP (Foto: Reprodução/TVGlobo)

 

“Eu o convidei a fazer o grafite no muro da minha casa, né. E aí, ele comentou que queria expandir esse projeto até para dentro da escola (…) Conversando com a equipe gestora, com os professores, eles gostaram da ideia”, conta Fábio.

 

De acordo com Célio, o intuito da iniciativa é “transformar o aluno, a mente do aluno, através da arte”. “Transmitir para os alunos que aqui é o lugar onde eles aprendem, onde eles vão ter uma vida social, uma vida cultural”, completou o grafiteiro.

 

Cada uma das salas de aula da escola foi grafitada por um artista diferente. O projeto foi batizado de “Voltando à Escola” e nenhum dos artistas quis cobrar pelos trabalhos. “Gostaria de ter tido isso na minha época. Poder virar as costas e ver (…) me ajudaria muito mais a voltar à criatividade, a buscar a arte”, explica Hélio Marques Silva, um deles.

 

grafite-escola-guarulhos (2)
Salas foram coloridas pela tinta de grafiteiros em Guarulhos (Foto: Reprodução/TVGlobo)

 

A mudança repentina no visual do ambiente de ensino pegou os alunos de surpresa, mas agradou. “Quando cheguei aqui, eu vi assim tudo colorido. Bem interessante isso daí”, disse o estudante Caíque Morais Eduardo, de 14 anos. “Eu gostei muito. Queria tipo seguir o trabalho deles”, concorda o colega Cauê Prata, de 13.

 

Para a diretora da escola, Fernanda Canossa, a iniciativa vem se mostrando um sucesso até aqui e pode até ajudar a descobrir novos talentos para o grafite. “Vão surgindo meninos aí nesse meio que se identificam com a arte”, afirmou.

 

Segundo a Secretaria de Educação, todas as escolas estaduais têm autonomia e podem fazer parcerias como a da Escola Benedita de Oliveira Ale.

 

Fonte: G1