Almeida oferece gestão compartilhada a Alckmin

0
329

 

O prefeito Sebastião Almeida aguarda uma posição da Companhia de Saneamento Básico do Estado de São Paulo (Sabesp) quanto a possibilidade da gestão compartilhada entre a prefeitura, o governo do estado e a iniciativa privada para os serviços de saneamento básico.

 

almeida-alckmin

 

Segundo Almeida, a proposta foi apresentada na semana passada e até agora não houve um pronunciamento da companhia. “Antes a cobrança da Sabesp era que o município não formalizava a proposta. A empresa não é um órgão descolado do governo do Estado, então a responsabilidade é também do governo estadual. A vontade política tem que prevalecer e eu espero que o governador provoque os responsáveis para que a gente possa ter um desfecho”, explicou.

Já o governador Geraldo Alckmin preferiu deixar para a prefeitura e a Sabesp a responsabilidade da decisão. “É óbvio que a Sabesp é interessada em participar com ou junto da prefeitura do sistema de abastecimento de água e esgoto. Ela está presente na maioria dos municípios da Região Metropolitana de São Paulo. Então cabe à prefeitura e a Sabesp os entendimentos”, afirmou Alckmin ontem durante inauguração de uma empresa de telemarketing na região da Ponte Grande.

No mês passado, a prefeitura foi encaminhada para o Cadastro Estadual de Inadimplentes (Cadin) devido a dívida de R$ 2,3 bilhões que o Saae mantém com Sabesp. A dívida se refere ao período de outubro de 1996 a dezembro de 2014. Segundo a Sabesp, toda a dívida tramita na Justiça e é composto por faturas não pagas, faturas quitadas parcialmente e Termo de Acordo não cumprido.

 

Fonte: Guarulhos Hoje