Acusado de matar ex-esposa é preso no Paraguai

0
553

Israel Higino Serafim de Moraes, acusado de matar a ex-mulher Michelle Fiori – que teve seu corpo encontrado carbonizado dentro de seu carro, no dia 25 de abril, no bairro Água Chata – foi preso em Colonia do Yguazú, no Paraguai, nesta terça-feira, 15. Moraes estava foragido desde o dia 25, quando a polícia do 4º DP expediu um mandado de prisão.

preso-paraguai

A polícia do Paraguai recebeu a denúncia e conseguiu localizar Moraes. Uma equipe do 4º DP foi até a fronteira do País assim que recebeu o comunicado.

De acordo com o delegado Fernando Santiago, a polícia já tinha ciência de que Moraes estava no Paraguai. As informações foram obtidas quando o acusado foi visto em Curitiba no dia 25, por meio de câmeras de segurança da Polícia Rodoviária Federal e também da estação rádio base das antenas de celular de Moraes. Israel teria passado em Barra do Turvo, logo após ter cometido o crime, no dia 24.

No dia 26, Moraes seguiu para Foz do Iguaçu. Os agentes fizeram uma pesquisa e descobriram que o acusado teria parentes e amigos na cidade de Colonia do Yguazú, a 30 minutos, aproximadamente, da Ponte Internacional da Amizade, e ao lado de Ciudad del Este (conhecido por ser um forte ponto comercial do país, frequentada, inclusive, por brasileiros).

O 4º DP comunicou a Polícia Federal e a Interpol, que contou com o apoio da Tríplice Fronteira, que tem uma espécie de convênio entre as polícias do Brasil, Argentina e Paraguai.

Israel foi detido pela Polícia Nacional do Paraguai no dia 13 de junho e está sendo conduzido a Guarulhos para conclusão do inquérito. Toda a investigação foi mantida em sigilo.

O crime

 

No dia 24 de abril, a vítima havia entregue os dois filhos, de dez e oito anos, para o ex-marido, que os levou para a casa dos avós.

A mãe de Michelle tentou entrar em contato com filha no decorrer do dia, mas não conseguia. Ao ir na casa de Michelle, as portas estavam abertas e a filha não estava no local.

michelle-fiori-crime

Familiares registraram boletim de ocorrência e foram informados que Israel passou na casa dos pais dele para pegar roupas e foi embora dizendo que “tinha feito besteira”. O ex-marido não aceitava a separação.

Antes de colocar fogo no veículo com Michelle dentro, o acusado teria atirado na ex-mulher.

Fonte: Click Guarulhos