Trabalhadores dos cemitérios de Guarulhos reivindicam melhorias

0
377

 

Os funcionários dos cemitérios públicos de Guarulhos estão insatisfeitos com as condições de trabalho oferecidas. Eles reclamam da falta de condições e de materiais para trabalhar, dizem que não recebem botinas necessárias para executar o serviço há pelo menos três meses, e que há sete meses os coveiros não têm mascaras disponíveis para o trabalho, item que é obrigatório.

Outra reclamação dos funcionários dos cemitérios Nossa Senhora do Bonsucesso, São João Batista, no Centro, São Judas Tadeu, no Picanço, e Necrópole do Campo Santo, na Vila Rio, é que quem trabalhou no último feriado da Proclamação da República, no dia 15 de novembro do ano passado, não recebeu as horas-extras que deveriam ter sido pagas. Pelo menos 30 funcionários estiveram de plantão nesta data.

 

Cemiterio-guarulhos

Eles também reivindicam um aumento de 30% nos salários, que atualmente varia de R$ 800 a R$ 1.200, além de exigir que passem a receber adicional insalubridade em grau máximo, que é de 40% em cima do pagamento. Este mês, eles foram atendidos pelos vereadores durante uma sessão da Câmara, que prometeram que tentariam interver a favor dos trabalhadores.

Questionada a respeito, a Prefeitura de Guarulhos, por meio do Departamento de Serviços Funerários (DSF), informou que as reclamações dos funcionários dos cemitérios com relação às condições de trabalho já foram discutidas na última semana e encaminhadas para providências.

Em relação à falta de pagamento de horas-extras, o DSF esclareceu que foi um problema pontual que atingiu servidores do cemitério Bonsucesso e que os valores serão pagos na próxima remuneração. Já em resposta ao reajuste de salário e adicional insalubridade, uma reunião de negociação acontecerá hoje.

 

Fonte: Guarulhos Hoje