Seção Eleitoral exclusiva para voto em trânsito em Guarulhos

0
832

O Tribunal Regional Eleitoral (TRE) criará uma seção exclusiva em Guarulhos para voto em trânsito para as eleições deste ano. Até o momento não foi definido o local, mas de acordo com informações levantadas pelo HOJE, a seção deve ser no Centro ou na região do Bonsucesso, onde se concentra o maior número de eleitores.

 

Além de Guarulhos e da capital, o TRE também implantará seções exclusivas em outros 24 municípios do Estado de São Paulo: Osasco, Piracicaba, Ribeirão Preto, Santo André, Santos, São Bernardo do Campo, São José do Rio Preto, São José dos Campos, São Vicente, Sorocaba, Suzano, Taubaté, Barueri, Bauru, Campinas, Carapicuíba, Diadema, Franca, Guarujá, Itaquaquecetuba, Jundiaí, Limeira, Mauá e Mogi das Cruzes.

voto-em-transito-guarulhos

Na capital, as seções eleitorais exclusivas para voto em trânsito será, implantadas nas estações Sé e República do metrô, além do Colégio Santo Agostinho, ao lado do metrô Vergueiro. Caso haja necessidade, outros locais serão criados.

 

O prazo para que eleitores que estejam fora do domicílio eleitoral nos dias 5 e 26 de outubro, primeiro e segundo turno do pleito geral, solicitem o chamado voto em trânsito, quando o eleitor pede autorização da Justiça para votar em outras cidades, termina nesta quinta-feira (21).

 

A inscrição para o voto em trânsito deve ser feita em qualquer cartório eleitoral do país. No cartório, o eleitor deve apresentar documento oficial com foto e informar o local onde pretende votar. Uma vez cadastrado, o eleitor fica automaticamente impedido de votar na seção eleitoral de origem. Quem optar pelo voto em trânsito poderá votar unicamente para presidente e vice-presidente da República.

 

Para os que já solicitaram o cadastro e desistiram devem comparecer até esta quinta e pedir o cancelamento da habilitação. Se o eleitor não estiver no município escolhido, deverá justificar a ausência, inclusive em sua própria cidade.

 

Nesta opção, não é necessário justificar a ausência para os outros cargos em disputa.

 

De acordo com o TSE (Tribunal Superior Eleitoral), além das capitais, também poderá pedir para votar fora de seu domicílio eleitoral quem, na data do pleito, estiver em algum município com mais de 200 mil eleitores, o que totaliza 92 cidades brasileiras.

Balanço parcial divulgado na segunda-feira (18) pelo TSE mostra que 30.991 se inscreveram para votar em trânsito. O Estado que mais fez requisições foi São Paulo, com 6.900 pedidos. Em segundo lugar está Minas Gerais, com 4.200.

Nas eleições de 2010, o número total de eleitores que se habilitou para o voto em trânsito foi de 80,4 mil. Na última eleição presidencial só podia votar em trânsito quem, no dia do pleito, estivesse numa das capitais do país.

 

O balanço ainda traz dados relativos ao voto em trânsito para o segundo turno. Até agora, 29 mil eleitores se habilitaram para votar longe de casa num eventual segundo turno.

 

Fonte: Guarulhos Hoje