Produção de alimentos saudáveis em casa é tema de oficinas

0
189

 

A Prefeitura promoveu nesta quinta-feira, dia 24, a oficina de Horta Doméstica e Compostagem na Casa de Laudelina, com dicas importantes para quem pretende montar hortas em pequenos espaços, em casa, garantindo economia, segurança alimentar, saúde e possibilidade de geração de rendaO evento foi promovido pelo Departamento do Fundo Social de Solidariedade da Secretaria de Desenvolvimento e Assistência Social (SDAS). A próxima oficina será realizada no dia 21 de setembro, no mesmo local.

 

Participantes receberam orientações sobre como preparar o solo. Foto: Márcio Lino / PMG

 

De acordo com o técnico agrícola e professor, Carlos Artur Salgado, a oficina é um meio de garantir alimentos saudáveis em casa. “É uma proposta de produzir um alimento seguro, livre de agrotóxicos e de resgate da prática comum de cultivo em quintal, com autonomia de temperos e pequena horta”, afirmou o técnico.

 

Os participantes receberam orientações sobre temas como:  o preparo do solo, controle natural de pragas, plantio em pequenos espaços e aproveitamento do espaço, hortaliças, temperos, montagem de vasos, nutrição das plantas, reprodução vegetal, entre outros.

 

O projeto desenvolve ainda hortas em escolas, em bairros (hortas comunitárias), em UBS (hortas terapêuticas) e também administra as feiras orgânicas realizadas no Parque Julio Fracalanza (às quartas-feiras, das 7h às 13h) e na praça IV Centenário (aos sábados, das 7h às 13h).

 

Horta em casa 

 

Uma das participantes da oficina de horta doméstica, a aposentada Helena Ferreira Nunes, de 77 anos, pretende aprender a plantar hortaliças de maneira correta. “Acho que planto de modo errado e deixo bater muito sol nas plantas. Quero ter mais conhecimento e plantar verduras porque tenho três canteiros bons”, afirmou Helena, moradora de Guarulhos há 58 anos.

 

Já a dona de casa Juliana Amorim Cesare Alexandre, de 31 anos, veio buscar conhecimento para promover alimentação saudável aos três filhos pequenos. “Quero cuidar da alimentação das crianças de forma mais saudável. Eles sempre comeram verdura e legumes e tem muito agrotóxico, muito veneno nas plantações,” disse Juliana.