Pouco do lixo eletrônico na cidade é reciclado

0
1229

 

Mesmo com os 17 Pontos de Entrega Voluntária (PEVs) e os seis Locais de Entrega Voluntária de Guarulhos, que são os estabelecimentos onde a população pode entregar seu lixo eletrônico, a quantidade de matérias deste tipo reciclados na cidade é muito baixa.

Todo o resíduo eletrônico é encaminhado a Coop-reciclável (Cooperativa de Catadores da Área de Materiais Recicláveis de Guarulhos), que faz a separação do material. “Nós separamos os materiais eletrônicos coletados, apenas monitores e televisões nós não abrimos, pois é preciso ter um certificado especial para fazer isso. Após classificar os resíduos coletados, vendemos todo ele”, contou Fabiana Maria Pinto, tesoureira da cooperativa.

lixo-eletronico-guarulhos

Depois disso, os aparelhos são vendidos a Alexandre Cofani, que possui uma empresa que processo o lixo e vende os materiais separadamente.

 

“O volume de lixo eletrônico que compro de Guarulhos não é grande, em torno de 3 mil kg por mês de material bruto. Eu trabalho com qualquer eletrônico, e consigo aproveitar 99% do material que compro das cooperativas”, explicou o empresário.

A Coop-reciclável, atualmente, beneficia 90 catadores de Guarulhos. Após receber o material, os detritos são coletados por caminhões do Programa Coleta Seletiva Solidária, projeto coordenado pela Secretaria de Serviços Públicos, que também mantém nove circuitos de coleta seletiva porta a porta, mais uma alternativa para a entrega de produtos de menor porte.

Após a criação da Lei 12.305, ficou estabelecida a “Logística Reversa”, que determina que a indústria é responsável pela destinação ambientalmente correta dos resíduos gerados pelos seus produtos. Muitas empresas já estão assumindo a própria responsabilidade e mantêm em seus postos de vendas locais específicos para o depósito do aparelho ou produto antigo.

 

Fonte: Guarulhos Hoje