Moradores da Água Chata espalham faixas irônicas cobrando melhorias

1
546

 

Insatisfeitos com a situação do bairro, os moradores da Água Chata espalharam faixas pelas ruas da região cobrando da Prefeitura de Guarulhos diversas melhorias. Eles utilizaram frases com ironia e sarcasmo para fazer críticas a problemas como a falta de calçadas e de pavimentação, asfalto esburacado, poucas linhas de ônibus, ausência de iluminação e falta de limpeza das vias, além de pontos de ônibus na estrada da Água Chata que não possuem cobertura nem bancos.

“O bairro vem crescendo, pois há dois anos tivemos a entrega de condomínios populares, o que trouxe mais de 2.500 famílias para a região. Mas não tivemos nenhuma melhoria na infraestrutura, o que é notável. É inadmissível a estrada da Água Chata, principal via da região, não ter calçada”, reclamou o metalúrgico Luciano Augusto Torres, de 39 anos, que mora no bairro.

 

agua-chata-guarulhos

As faixas estão estampadas com frases como “Vai pegar ônibus aqui? Traga uma cadeira e um guarda-chuva!” para criticar a falta de cobertura e bancos nos pontos de ônibus; “Senhor prefeito queremos recapeamento da via já! Não queremos tapa buracos! Chega de enrolar!”, reclamando da qualidade do asfalto; “Você lê esta faixa porque é dia, mas à noite sem iluminação ela e você vão estar aqui, só a prefeitura que não vê”, devido à falta de iluminação nas vias, entre outras reclamações.

Os moradores criticam que também escolas do bairro estão praticamente inacessíveis. “O acesso às escolas estaduais Agostinho Cano e Lindamil Barbosa de Oliveira está complicado, pois a rua é de terra e quando chove fica cheia de barro, além de não ter calçada, o que deixa as crianças em perigo. Outro problema enfrentado são os pontos de ônibus, pois ficamos sob a chuva ou no sol escaldante e em pé, sendo que os coletivos demoram muito para passar”, disse Luciana de Barros, 27 anos, que esperava pelo seu ônibus por mais de 20 minutos.

Questionada na semana passada a respeito de melhorias na Água Chata, se existem obras previstas no bairro, a Prefeitura de Guarulhos não se manifestou até a conclusão desta edição.

 

Fonte: Guarulhos Hoje