Médico é forçado a atender criança no Pimentas

0
545

 

Sob ameaça de arma de fogo, um médico clínico geral do P.A. Dona Luiza, no Jardim Centenário (Região Pimentas), prestou atendimento a uma criança na ausência de um pediatra, na quinta-feira, 5. Em seguida, o médico, que não teve o nome divulgado, abandonou o posto de trabalho.

 

Uma funcionária que não quis se identificar contou que o fato ocorreu por volta das 6h. “O pai da criança sacou a arma e obrigou o médico a atender. Ele ficou muito abalado”, afirmou a funcionária, que ainda mencionou que a unidade se esvaziou com o susto que os pacientes levaram e pelo fato de o único médico disponível ter ido embora.

 

medico-ameaçado

Sob ameaça de uma arma de fogo, clínico geral do PA prestou atendimento a uma criança na ausência de um pediatra (Foto: Lucas Dantas)

 

O Boletim de Ocorrência foi lavrado, mas a vítima, assustada com as ameaças, não quis que a polícia desse andamento ao caso com a busca do indivíduo, cuja identidade também não foi divulgada.

 

A Secretaria de Saúde informou que solicitou apoio à Secretaria para Assuntos da Segurança Pública, que disponibilizou Guardas Civis Municipais (GCMs) para o P.A. por tempo indeterminado. Não foi comentada a ausência de segurança no momento da ocorrência.

 

Quanto ao médico, a Prefeitura ressaltou que o funcionário foi vítima, mas não informou se o clínico geral se afastou do trabalho.

 

Fonte: Folha Metropolitana