Linhas que circularão no corredor de ônibus da EMTU não estão definidas

1
441

 

A um mês de começar a funcionar, de acordo com a previsão da EMTU (Empresa Metropolitana de Transporte Urbano), o trecho que liga os terminais Vila Galvão ao Cecap do Corredor Guarulhos – São Paulo ainda não tem as linhas e a quantidade de ônibus que passarão pelo local definidas. De acordo com a EMTU, este assunto será discutido no início deste mês.

“Cerca de 80% do corredor está pronto, e até o final de abril terminaremos toda a infraestrutura. O que pode ter depois disso são ajustes na rede semafórica e coisas deste tipo, que levam mais tempo para serem feitas”, afirmou o presidente da EMTU, Joaquim Lopes, em visita as obras em Guarulhos na manhã de ontem.

O atraso na entrega do terminal, que pelo planejamento inicial deveria acontecer em dezembro de 2013, ocorreu devido a decisões que teriam sido tomadas pela Prefeitura, o que não aconteceu, segundo a EMTU.

 

linhas-emtu-guarulhos

Algumas decisões, conforme a empresa, atrasaram o cronograma, como a recusa em retirar uma feira que fica no caminho.

“Já protocolamos três vezes a solicitação para remover a feira livre da Vila Galvão. A primeira delas em abril de 2013, mas não tivemos resposta até hoje. Também temos uma questão de retirada de um poste, que fica próximo à avenida Tancredo Neves, mas já resolvemos o impasse com a EDP Bandeirante, e a EMTU que vai fazer o serviço. Só estamos esperando a prefeitura assinar a autorização, já que a cessão da área foi dada a ela”, concluiu Lopes.

 

Ônibus com portas do lado esquerdo já foram solicitados aos consórcios

 

Para rodar no corredor metropolitano da EMTU os ônibus precisam ter porta de entrada e saída dos passageiros do lado esquerdo do veículo, já que os pontos ficam deste lado. Por isso, foi necessário a empresa solicitar aos consórcios que operam na região que providenciem a adaptação ou a renovação da frota.

“Já oficializamos desde o final do ano passado o pedido para que os consórcios providenciem novos veículos ou adaptados. A partir de maio não teremos nenhum ônibus metropolitano rodando do lado direito no trecho do corredor, ou eles se adaptam ou não existirão”, contou o presidente da EMTU.

 

Fonte: Guarulhos Hoje