I Circuito Adaptado reúne cerca de 300 pessoas no Bosque Maia

0
347

 

A Semana da Pessoa com Deficiência, organizada pela Subsecretaria de Acessibilidade e Inclusão, vinculada à Secretaria de Assuntos Difusos (SAD) de Guarulhos, realizou, nesta sexta-feira (25), o I Circuito Adaptado no Bosque Maia. Cerca de 300 pessoas entre pessoas com deficiências físicas, intelectuais, visuais e auditivas participaram de atividades que foram divididas por blocos e períodos.

 

Roda de capoeira foi uma das atrações do I Circuito Adaptado. Foto: Lourdes Dias / PMG

 

A programação incluiu o I Circuito Adaptado, com monitoria e passeio pelo orquidário e mirante; capoeira, apresentações culturais, escultura de balões e pintura de rosto com palhaços. Houve também a apresentação do GoalBall-Adevig, modalidade esportiva para cegos, e vivência com o público na quadra acessível de basquete do Bosque Maia.

 

Inédito no município, o subsecretário de Acessibilidade e Inclusão, Toninho Messias, disse que ficou surpreso com a adesão e feliz com a oportunidade de as pessoas com deficiência aproveitarem para conhecer os espaços do Bosque.  “Elas interagiram com tudo e isso faz com que as pessoas pensem nas adaptações dos espaços públicos às pessoas com dificuldade de locomoção. Pela quantidade de pessoas aqui na atividade, mostra que tem demanda”, ressaltou Messias.

 

Messias observou que a apresentação da capoeira na Tenda do Bosque Maia chamou a atenção e trouxe mais alegria ao evento, que contou com a participação dos grupos Gubanny`s, Vivência, Capura Arte, Apae Guarulhos e Expressão e Arte. Os mestres de todas os grupos conduziram a roda de capoeira com os alunos especiais. O IAKAP e o Projeto AMEA também interagiram no Circuito Adaptado com apresentação de dança. “Foi uma atividade muito produtiva e possível de ser realizada de forma permanente. Vamos buscar parcerias para isso. A Secretaria do Meio Ambiente foi uma grande parceira deste primeiro circuito”, afirmou Messias.

 

O secretário de Assuntos Difusos, Lameh Smeili, afirmou que a administração tem um olhar especial para todas as questões que envolvem cidadania e qualidade de vida. “Nossa secretaria está sempre voltada à grandeza do ser humano. É preciso parcerias para atender as demandas de cada uma das questões que a SAD atende”.