HMU fica sem médico

1
596

 

Mesmo com a cidade em estado de emergência, decretado há mais de um mês por causa da alta incidência de dengue, o Hospital Municipal de Urgência (HMU), no Bom Clima, ficou sem médico durante o dia de na segunda-feira, 4. Pacientes eram orientados a procurar outras unidades ou voltar no período da noite.

 

Foi o que aconteceu com a designer Ellen Aline Moura, de 20 anos, que está com suspeita de diabetes. “Estou passando muito mal e mesmo assim disseram que só haveria atendimento para casos como derrame ou infarto. Ouvir isso em um pronto-socorro é um absurdo”, afirmou a jovem. Ela afirmou ter sido orientada a procurar o Hospital Geral de Guarulhos (HGG), que pertence ao Governo Estadual, pois não haveria médica durante toda a semana.

 

hmu-guarulhos

Pronto Socorro? Ellen (à esq.), com suspeita de diabetes, não foi atendida (Foto: Lucas Dantas)

 

Outros pacientes receberam a informação de que haveria médico, mas somente à noite. “Estou com fortes dores de cabeça e no corpo, mas disseram que só haveria atendimento depois das 19h”, contou a dona de casa Maria Madalena da Silva.

 

Médicos doentes se ausentaram

 

Questionada, a Secretaria de Saúde alegou que dois dos quatro clínicos gerais do pronto-socorro não compareceram ao trabalho por motivo de saúde e apresentaram atestado médico. Assim a pasta justificou que o HMU ficou com atendimento restrito a ocorrências do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu), ao Corpo de Bombeiros e emergências de gravidade.

 

A secretaria informou ainda que houve tentativa de contato com outros profissionais para suprir a falta dos médicos afastados, mas não houve êxito, até o fim do dia. A previsão para normalizar o atendimento, conforme informou a Saúde, até o fechamento desta reportagem, era a manhã desta terça-feira, 5.

 

Fonte: Folha Metropolitana