Guarulhos vence Brasileiro de Ginástica Acrobática e atletas vão para a Seleção

0
343

 

As meninas da ginástica acrobática de Guarulhos foram campeãs brasileiras, neste fim de semana, em competição realizada em Goiânia, capital de Goiás. Na categoria de 9 a 15 anos, o trio formado pelas ginastas Laryssa Teixeira, Bianca Lopes e Giulia Fracari foi campeão e levou a medalha de ouro. Além do título, outras três atletas da cidade foram convocadas para a Seleção brasileira da modalidade.

 

 

 A equipe, que é comandada pelos professores Ana Cecília Zarantoneli e Marcos Camargo, também conquistou outros bons resultados. A dupla formada por Pamela Aleixo e Emilly Rafaele ficou com o bronze, e Roberta Leane e Rafaela Alexandre na 4ª colocação, na categoria de 9 a 15 anos.

 

Para a técnica Ana Cecília, a equipe guarulhense superou todas as expectativas, principalmente por se tratar do primeiro brasileiro disputado pelas ginastas. “Foi uma participação maravilhosa por ser uma estreia no Campeonato Brasileiro. As meninas foram elogiadas por toda a arbitragem. Acredito que tenham um futuro muito promissor na modalidade” concluiu a professora.

 

Após a competição nacional, a equipe se prepara para o Campeonato Estadual, a ser disputado no próximo sábado, dia 25, a partir das 9 horas, em São Bernardo do Campo.

 

Seleção Brasileira

 

O fim de semana foi perfeito para a ginástica acrobática de Guarulhos. Além do título nacional, as ginastas Gabriella Moino, Deborah Teixeira e Giovana Marinho foram convocadas para representar o país no Mundial da Bélgica, que será realizado em 2018.

 

A notícia veio após a participação do trio guarulhense no campeonato brasileiro da modalidade, realizado em Goiânia,. As meninas ficaram na segunda colocação, na categoria de 12 a 18 anos e, em seguida, foram avisadas da primeira convocação de suas carreiras.

 

Gabriela e Deborah treinam em Guarulhos desde 2015. Já Giovana treina com a técnica da equipe, Ana Cecília Zarantoneli, desde os seus seis anos. “Quando uma atleta sua é convocada para a Seleção a alegria é igual para o treinador. É o ápice de um trabalho. Espero que elas consigam um bom desempenho no mundial e permaneçam representando nosso país”, disse Ana Cecília.