Guarulhense disputa feira de ciência na USP

0
654

 

A partir desta terça-feira, 15, 11 projetos elaborados por alunos da rede estadual de São Paulo disputam a fase final da Febrace – Feira Brasileira de Ciências e Engenharia, na Universidade de São Paulo. Os trabalhos incluem pesquisa sobre o Aedes aegypti, febre maculosa, anemia, além de temas ligados à educação, tecnologia e impacto ambiental (veja lista abaixo). A mostra é aberta ao público até o dia 17. O vencedores serão conhecidos na sexta-feira.

 

feira-de-ciencia-usp

 

São ao todo 340 equipes de Ensino Fundamental, Médio e Técnico de todo o País classificadas neste última fase.  O objetivo da feira é estimular a cultura científica, a inovação e o empreendedorismo na educação básica. Todos os projetos são avaliados por especialistas e divididos em sete categorias: Engenharia, Ciências Agrárias, Biológicas, Exatas e da Terra, Humanas, Saúde e Sociais Aplicadas.

 

Os autores dos melhores trabalhos ganharão troféus, medalhas, bolsas e estágios, num total aproximado de 200 prêmios. Também concorrerão a uma das nove vagas para representar o Brasil na Feira Internacional de Ciências e Engenharia, que será realizada em maio, em Phoenix, nos Estados Unidos.

 

Professora da rede participa da seleção

 

A orientação do projeto sobre a febre maculosa (ou do carrapato) também rendeu à professora de biologia Lia Flávia, da Escola Estadual Jardim Riviera, em Santo André, a indicação ao prêmio Professor Destaque como finalista na categoria.  Além de pesquisar com mais detalhes a doença, o objetivo é conscientizar o bairro Clube de Campo, vizinho à escola.

 

Confira os finalistas:

 

Projeto Escola Cidade
AJI Matemática – um novo olhar sobre as intervenções e formas de aprendizagem E.E. Prof. Anibal de Freitas Campinas
Avaliação da emergência de plântulas de eucalipto em solo de monocultura da cana-de-açúcar provenientes de queimadas E.E. Manoel Bento da Cruz Araçatuba
Comigo-ninguém-pode muito menos a dengue E.E. Afonso Cáfaro Fernandópolis
Espectrofotômetro de baixo custo usando arduíno E.E. Profa. Elza Facca Martins Bonilha Campo Limpo Paulista
Febre maculosa brasileira no bairro Recreio da Borda do Campo E.E. Jardim Riviera Santo André
Harmônico – análise sobre o ambiente da sala de aula e suas consequências no processo ensino x aprendizagem E.E. Elvira de Pardo Meo Muraro Campinas
Impacto ambiental do incêndio no Terminal da Ultracargo, Porto de Santos, e a percepção das comunidades vizinhas E.E. Canadá Santos
Mapc Anemia – método alternativo de prevenção ao combate à anemia E.E. Priscila Fernandes da Rocha Hortolândia
O currículo do Estado de São Paulo e o Enem E.E. Padre August Johannes Ferdinandus Stauder Guarulhos
Thermo collare E.E. Prof. Geraldo Justiniano de Rezende Silva Suzano
Uso do SIG no estudo das escolas seguras na prevenção de perigo de escorregamento de terra E.E. Profa. Florentina Martins Sanchez Ubatuba

 

Fonte: Click Guarulhos