Funcionários não recebem e atendimento do Samu fica comprometido

0
534

 

Os atendimentos realizados pelos funcionários do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) de Guarulhos estão sendo comprometidos. A cada período são necessários dois atendentes, no entanto com o atraso no pagamento dos salários desde dezembro do ano passado e sem receberem vale transporte, há apenas dois profissionais por período o que prejudica à população que liga no 192.

“Cada dia a empresa informa uma previsão diferente para recebermos o que está atrasado, mas nada é feito. O vale transporte quando é pago cai a cada três dias. ”, afirmou um dos atendentes que preferiu não se identificar.

 

samu-guarulhos

Os atrasos correspondem, segundo a Associação de Valorização para Pessoas com Deficiência (Avape) parceira da prefeitura na prestação do serviço no município, ao salário do 5º dia útil de Janeiro/15, 13º salário e férias de nove colaboradores (de um total de 25).

A empresa havia informado que a expectativa era de que até esta segunda-feira a situação fosse normalizada. No entanto, em nota encaminhada ontem afirmou que ainda não foi possível regularizar os pagamentos que estavam previstos em decorrência de questões burocráticas com bancos. Já o vale transporte segue sendo pago regularmente.

A Avape ressaltou, ainda, que o repasse dos recursos da prefeitura foi realizado no último dia 13, quando deveria ter sido feito no início do mês de janeiro, o que dificultou ainda mais o fluxo de caixa da organização e o cumprimento dos compromissos. Segundo a Secretaria da Saúde, os pagamentos da Prefeitura, no valor de R$ 70 mil mensais, estão rigorosamente em dia. Agora a nova previsão da empresa para acerto dessas pendências é a próxima segunda-feira (26), e todos os colaboradores do contrato foram oficialmente informados.

 

Fonte: Guarulhos Hoje