Funcionários de UBS em Guarulhos dizem sofrer agressão por falta de médicos

0
330

 

O munícipe Jennecy Gomes da Silva usou a Tribuna Livre da Câmara de Guarulhos na quinta-feira, 22, para pedir a fiscalização dos parlamentares na Unidade Básica de Saúde (UBS) do Jardim Presidente Dutra. “Os enfermeiros sofrem agressão e estão numa posição desconfortável, diferente dos vereadores, porque a população quer atendimento digno”, declarou.

 

ubs-presidente-dutra-agressoes

 

Quem toma remédios controlados e precisa renovar a receita vencida tem de esperar dois meses. As vagas para consulta se esgotaram e o agendamento é só depois de agosto. Sem médicos, os outros servidores ficam expostos, porque a população protesta diariamente contra a lentidão no agendamento. Segundo Silva, a unidade também é responsável pelo atendimento de mais de 20 mil moradores dos bairros Maria Dirce e Parque São Luiz.

 

Os parlamentares votaram todos os itens da pauta na 37ª Sessão Ordinária. Ao todo, foram deliberados 16 Requerimentos e sete Projetos de Lei do Grande Expediente; e foram votados cinco itens da Ordem do Dia. Destaque para o Requerimento 3.250/2017, de Edmilson Souza (PT), que solicita informações sobre a elaboração da proposta do Regime Jurídico Único para os servidores públicos municipais; e para o PL 3.222/2017, de Janete Rocha Pietá (PT) que permite a transferência do local de trabalho das servidoras vítimas de agressão ou violência doméstica.

 

Fonte: Click Guarulhos