Febre Amarela e escorpiões são temas de palestra na Saúde

0
346

 

O aumento do número de casos da Febre Amarela em cinco estados brasileiros e o aparecimento de escorpiões em algumas regiões da cidade serão temas de discussão nesta quarta-feira (1º), às 11 horas, no auditório da Secretaria de Saúde.

 

escorpioes-guarullhos

 

Destinadas aos profissionais da área e aberta ao Conselho Municipal de Saúde, as palestras serão ministradas pelo médico infectologista Alexandre Piva, que falará sobre a ameaça de urbanização da doença; e pela bióloga Altair Santana de Carvalho, que abordará a questão dos animais sinantrópicos (aqueles que se adaptaram a viver nos ecossistemas urbanos, junto aos homens, sob edificações, lixo, sistema de esgoto etc.).
Infectologista do Complexo Hospitalar Padre Bento e também do Centro de Especialidades Médicas de Guarulhos (Cemeg), Alexandre Piva fará uma abordagem completa sobre a Febre Amarela, que é uma doença imunoprevenível, ou seja, que pode ser evitada desde que se adote medidas de prevenção adequadas. O médico falará também sobre a vacina, que deve ser administrada somente para pessoas que residem ou pretendem viajar para as áreas consideradas de risco.

Segundo a diretora do Departamento de Vigilância em Saúde, Alba Blasotti, embora o estado de São Paulo não esteja na área de risco delimitada pelo Ministério da Saúde para a ocorrência de casos da febre amarela, muitas pessoas estão correndo às unidades de saúde em busca da vacina. “Além de comprometer o abastecimento e o atendimento para quem realmente precisa, a imunização indiscriminada pode causar efeitos colaterais sérios e prejuízo à saúde da população”, explicou.

 

Escorpiões:

Assim como a prevenção da Febre Amarela, os cuidados para evitar o aparecimento dos escorpiões passam por medidas de conservação do meio ambiente, que vão desde o descarte correto do lixo até a proteção da flora. Isso porque o lixo doméstico aberto atrai mais moscas e baratas, que servem de alimento aos escorpiões.

Além disso, outras medidas são necessárias para combater a proliferação de insetos, transmissores das doenças como dengue, chikungunya, zika vírus e febre amarela, e também para evitar o aparecimento de escorpiões. Dentre os cuidados que devem ser observados pela população destacam-se: a manutenção do ambiente livre de entulho, lixo e materiais inservíveis, bem como a limpeza do quintal ou jardim com frequência.

Para evitar acidentes com os escorpiões, a pessoa deve examinar roupas e calçados, toalhas de banho, lençóis e cobertores antes de usar; usar luvas de couro antes de manusear material de construção e limpar o jardim; vedar ralos de pia e chão e colocar rodinho de borracha ou cobrinhas de areia na soleira das portas; afastar camas e sofás cerca 10 centímetros das paredes; e colocar tela de malha fina nas janelas.