Eli Corrêa Filho manda equipes “ir atrás” de jornais

0
741

 

O vídeo cujo link está nesta postagem circula nas redes sociais e mostra o candidato a prefeito Eli Corrêa Filho (DEM) conclamando as equipes dos vereadores a ir para as ruas “atrás da Folha Metropolitana e dos apócrifos”, o que está sendo analisado por equipes dos adversários como uma atitude radical que pode até, em última análise, lhe causar problemas no âmbito da Justiça Eleitoral.

 

jornal-eli-correa

 

O que causou a revolta de Eli

 

1) Está circulando um impresso, que ele chama no vídeo de apócrifo, mas que é identificado como tendo sido produzido pelo PT (veja detalhe na foto), que atribui a ele a pecha de forasteiro, por ter-se mudado para Guarulhos poucos meses antes do período eleitoral. O material também faz alusão aos problemas que a esposa do democrata, a empresária Francislene Assis de Almeida Corrêa, vem enfrentando perante a Justiça local, em virtude de indenização que a família dela e sua empresa receberam pela desapropriação de áreas para a construção do Rodoanel.

 

2) A Folha Metropolitana deste sábado publica resultado da pesquisa Ibope encomendada pelo Sindicato dos Trabalhadores nas Indústrias de Alimentação, colocando na manchete que Guti, candidato do PSB, pode ir ao segundo turno. O jornal baseou-se na margem de erro da pesquisa, de quatro pontos para mais ou para menos, para cogitar que Guti, com 11%, possa estar empatado com Elói Pietá (PT), que tem 19%, segundo o Ibope. Eli aparece em primeiro com 20%.

 

No vídeo, ele diz textualmente: “Este é o momento de tirar das ruas os vereadores, as equipes, tirar das ruas, para que a gente possa chegar no segundo turno”. Em outro ponto, ele afirma: “Então, se a gente puder fazer essa força-tarefa e ir atrás da Folha Metropolitana e dos apócrifos que o PT está lançando, esté é o momento, faltam 15 dias, para nossa grande vitória”.

 

Na opinião de um advogado ligado a um dos candidatos a prefeito, por mais razão que o democrata possa ter para estar irritado com as duas publicações, o que ele poderia fazer, segundo a lei, seria requerer à Justiça Eleitoral que determinasse a apreensão dos impressos, mas não tomar a iniciativa de propor que suas equipes “fossem atrás da Folha Metropolitana e dos apócrifos”.

 

Veja o video abaixo:

 

 

Fonte: Click Guarulhos