Compensação ambiental

0
484

 

O número de árvores cortadas, transplantadas e compensadas em virtude da implantação do corredor de ônibus trecho Cecap-Vila Galvão será redefinido pela Empresa Metropolitana de Transportes Urbanos de São Paulo (EMTU) em conjunto com a Secretaria Municipal de Meio Ambiente. A revisão do Termo de Compromisso Ambiental (TCA) acontece devido as mudanças previstas no projeto viário.

O primeiro TAC impõe que a EMTU deveria fazer uma compensação ambiental com a doação de 4.818 mudas, além do pagamento relativo à manutenção dessas árvores. Até o mês de maio, 400 árvores foram cortadas e outras 50 transplantadas.

 

corredor-onibus-guarulhos

De acordo com a empresa, a revisão foi necessária devido a alterações geométricas no projeto do viário, ao deslocamento de alguns pontos de parada e de interferências encontradas ao longo do trajeto. A previsão de conclusão dos estudos é para o próximo mês. A partir daí será possível contabilizar os números de supressão, transplante e compensação ambiental do empreendimento.

A EMTU informou que o replantio e a manutenção das árvores já retiradas estão a cargo da gestão municipal.

Até o fim desta edição a Secretaria de Meio Ambiente não informou se o replantio foi iniciado.

 

Fonte: Guarulhos Hoje