Como saber se as praias estão impróprias para o banho

0
1003

 

Com o aumento da temperatura e a proximidade do verão, muitas pessoas estão indo se refrescar nas praias do litoral Paulista. Ao chegarem às areias, os banhistas se depararam com bandeiras verdes e vermelhas sinalizando a área.  Mais você sabe o que significam essas indicações?

 

As bandeiras indicam se a água do mar está própria (bandeira verde) ou imprópria (bandeira vermelha) para o banho. A indicação da bandeira verde reúne três categorias distintas: excelente, muito boa e satisfatória. Essa classificação é feita de acordo com as densidades de bactérias fecais resultantes de análises feitas em cinco semanas consecutivas. Essas análises são efetuadas, semanalmente, pela Companhia Ambiental do Estado de São Paulo (CETESB).

 

Quando a bandeira sinalizada for vermelha não se deve entrar em contato com a água para evitar riscos à saúde, pois ela indica que há contaminação das águas por esgoto e pode existir a presença de vários tipos de microrganismos causadores de doenças transmitidas via contaminação hídrica, tais como: gastroenterites; infecções respiratórias, de olhos, de ouvidos, de pele; hepatite; cólera; entre outras. Se a bandeira estiver verde, o contato com a água é seguro e a saúde do banhista não estará em risco de contrair essas doenças.

 

De acordo com Antônio Roberto Saad, professor do curso de Mestrado em Análise Geoambiental da Universidade UNG, “as pessoas devem sempre estar atentas e procurar os locais de bandeira verde, a fim de evitar problemas com a sua própria saúde, bem como a de seus familiares. Além disso, a ingestão da água pode aumentar ainda mais os riscos do banhista”.

 

Balneabilidade é a qualificação das águas destinadas à recreação de contato primário, ou seja: natação, surf, mergulhos e o lazer praticado por idosos, adultos e crianças. Essa avaliação é realizada através da presença de microrganismos indicadores de contaminação fecal, que vem a ser bactérias presentes principalmente nas fezes de seres humanos e animais, e analisadas nas partes rasas das águas salinas (até 1 metro de profundidade).