Cão adotado ajuda a vítimas de violação de direitos

0
597

 

Relatar violações de direitos como abuso sexual e violência doméstica, entre outras experiências que marcam profunda e negativamente, nunca é algo fácil. Muitas vezes, o trauma é tão grande que mesmo contando com apoio de profissionais especializados neste tipo de atendimento, algumas pessoas não conseguem sequer tocar no assunto.

 

costela-caoCostela (foto: Jair Malavazi/PMG)

 

Mas, desde agosto do ano passado, quem procura auxílio no Centro de Referência da Assistência Social (CRAS) no Sítio dos Morros pode contar com uma ajuda inesperada e pra lá de fofa. Adotado em agosto de 2014, após passar por testes, cuidados veterinários e adestramento feito pela Polícia Militar, Costela tem sido um importante auxílio no dia a dia tanto da equipe profissional quanto dos atendidos.

 

De banho tomado e gravatinha, o cachorro faz festa para quem chega, deixando um clima de descontração no ambiente. “Ele não tem rotina fixa aqui. Pode participar ou não da consulta, dependendo de indicação da nossa psicóloga e da aceitação de quem está sendo atendido. Tivemos muitos casos graves, no qual as crianças só começaram a se comunicar conosco após a participação dele”, explica Maria Viana Silva Rocha, a Mavi, assistente social e gerente técnica do local.

 

Agora com 25 quilos, Costela nem de longe lembra os dias difíceis de cachorro de rua. “Quando o encontramos no estacionamento do Centro ele era só pele e osso, por isso o nome. Agora, o pessoal do bairro costuma dizer que ele tirou a sorte grande, mas acho que os sortudos somos nós. A presença dele dilui a tensão e facilita bastante nosso trabalho em todos os aspectos. As pessoas se identificam muito com a história dele e começam a acreditar que é possível ser amado e cuidado, fator importante na recuperação”, completa a educadora social e mãe adotiva do cão, Marcia Moraes.

 

Muito obediente e dócil, Costela, que em breve vai ganhar um crachá, espera a segunda fase do treinamento, oferecido voluntariamente pelo batalhão da PM local.

 

CRAS

 

Com uma equipe multidisciplinar composta por 14 profissionais, o Centro de Referência da Assistência Social (CRAS) Sítio dos Morros (Rua Samuel Libório de Avila, 24) atende cerca de 60 pessoas por mês, entre crianças, adolescentes, adultos e idosos vítimas de violação de direitos. Mais informações pelos telefones 2455-9115 e 2441-0239.

 

A Prefeitura de Guarulhos, através da Secretaria de Desenvolvimento e Assistência Social, mantém outros 11 endereços do CRAS:

 

CENTRO

Endereço: Av. Brigadeiro Faria Lima, 375 – Cocaia

Telefone: 2087-4275 2087-4279

ITAPEGICA

Endereço: Rua Ceres, s/ nº – Vila São Rafael

Telefone: 2421-0656

PONTE ALTA

Endereço: Av. Luiz Gonzaga do Nascimento, s/ nº – Ponte Alta

Telefone: 2438-1507

CENTENÁRIO

Endereço: Rua Centenário, 367 – Jd. Centenário

Telefone: 2408-4518

CUMBICA

Endereço: Avenida Monteiro Lobato, 5.088 – Cumbica

Telefone: 2411-1317

ACÁCIO

Endereço: Rua Maria Luiza Pericó, 177 – Jd. Acácio

Telefone: 2406-2113 / 2304-7564

SANTOS DUMONT

Endereço: Rua Adalberto Bellini, 214 – Jd. Bananal

Telefone: 2467-3315

SÃO JOÃO

Endereço: Rua Marcial Lourenço Seródio, 644 – Jd. São João

Telefone: 2467-2535

PRESIDENTE DUTRA

Endereço: Av. Rio Real, 218 – Jd. Presidente Dutra

Telefone: 2433-2882

MARCOS FREIRE

Endereço: Estrada Capão Bonito, 53 – Jd. Maria de Lourdes

Telefone: 2484-1070 / 2484-0172

 

NOVA CIDADE

Endereço: Rua Itália, 13 – Parque das Nações

Telefone: 2304-6304

Fonte: Prefeitura de Guarulhos