CAAS investe R$ 20 milhões na unidade de Guarulhos

0
594

Na contramão da crise econômica mundial, a política de incentivos fiscais de Guarulhos fez o impensável em muitas cidades nesses tempos de retração: conseguiu trazer para a cidade uma empresa global do setor de autopeças que fornece sistemas de direção mecânica, hidráulica e elétrica não só para o mercado chinês, como para algumas das maiores montadoras do mundo.

caas-guarulhos

Inaugurada nesta segunda-feira, dia 16, a CAAS (China Automotive System) vai aportar R$ 20 milhões em investimentos na única unidade fabril fora do continente asiático, no Complexo Industrial de Guarulhos, em Cidade Aracília, no Pimentas.

A planta instalada terá capacidade de produzir 700 mil caixas de direção por ano, em três turnos de trabalho, e prevê a abertura de 50 novos postos de trabalho diretos nessa primeira fase. O número de trabalhadores na CAAS deve chegar a 100 até 2020, o que deve gerar de forma indireta entre 200 e 400 vagas no Caged (Cadastro Geral de Empregados e Desempregados do Ministério do Trabalho).

Antes da apresentação da nova planta, de seu volume de investimento e produção, houve uma apresentação da dança coreografada do leão e do dragão, acompanhada de música de tambores. Na antiga tradição chinesa, tanto o dragão quanto o leão são símbolos de prosperidade, fortuna e felicidade, dignidade e poder e são comumente usados em festas de casamento, nascimento, inaugurações, entre outros.

Competitividade

Ao saudar o secretário de Desenvolvimento Econômico, Luís Carlos Teodoro, representante do prefeito Sebastião Almeida no evento, o CEO (chief executive Office, em inglês, é o principal executivo da CAAS no Brasil) Ozias Gaia da Silva, lembrou que a instalação de uma planta fabril em Guarulhos tem a ver com as vantagens que a cidade oferece: “Destacamos que a razão de ser da companhia é gerar valor para seus acionistas e para suas partes relacionadas. Para isso, já iniciamos a localização de componentes e montagens no Brasil para reduzirmos custos, sermos mais competitivos e proporcionarmos ainda mais oportunidade de emprego”, disse o CEO.

Em sua fala, Luís Teodoro destacou a vocação industrial e a qualidade da mão de obra existente na cidade, devido às escolas técnicas de renome, como as duas unidades do Senai (o Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial), instaladas no Jardim Paraventi (região central) e Jardim Presidente Dutra (região do Jardim São João).

“O importante é que a chegada da CAAS traz uma nova tecnologia que vamos aprender, como aprendemos há pouco com o show do dragão e do leão”, disse o secretário. O secretário se colocou à disposição da empresa para ajudar no que for necessário e concluiu: “Desejo boas vindas, boa sorte e sucesso nos negócios da empresa”.

Participações

Além do CEO Ozias Gaia da Silva, estiveram presentes ao evento o vice presidente da CAAS, Andy Tse, e o gerente da unidade, Euclydes Borgo. Também os representantes das seguintes empresas: Maurício Varela, Rafael Rezende, Michele Fernandes e Edson Silva (Fiat Chrysler Automotive); Luciano Resner e Mário Qian (Chery do Brasil); Ugo Ibusuki (Daimler); Ezequiel Pereira (JAC Motors); Júlio Ishida (Hyundai); Edson Machado (MPSA); Yang Zhi (prefeito de Jingzhou, cidade onde fica a matriz da CAAS), entre outras autoridades e  personalidades.

DRAGAO-CHINES-GUARULHOS

Para saber mais, acesse Lei de incentivos atrai gigante global de autopeças e reduz saída de empresas: http://goo.gl/dkZS88